Pesquise neste Blog

quarta-feira, 21 de março de 2012

Questões criminais. São Paulo: Biblioteca d’ “O Estado de S. Paulo”, 1922.



Plinio Barreto

Questões criminais.  

São Paulo: Biblioteca d’ “O Estado de S. Paulo”

1922.

Livro em bom estado, capa dura, escasso, não perca, saiba mais...


----------------------

BARRETO, Plínio

       Nasceu na cidade de Campinas, Estado de São Paulo a 20 de junho de 1882. Desde muito jovem  começou a trabalhar na revisão do Jornal O Estado de S. Paulo, onde fez carreira, onde após a morte de Júlio de Mesquita em 1927, assumiu o cargo de redator - chefe. Além do jornalismo também exerceu a advocacia. Teve importante papel na revolução constitucionalista de 1932. Em junho de 1958, foi eleito por unanimidade para a Academia Paulista de Letras, mas não chegou a tomar posse de sua cadeira por ter falecido pouco depois. Com a restituição de O Estado de S. Paulo à família Mesquita, com o fim do Estado Novo,  em 1945, foi nomeado seu diretor, cargo que ocupou até a sua morte, em 28 de junho de 1958.


Bibliografia:

Crônicas forenses.  São Paulo: O Tribunal de Justiça, 1911.
_____.  São Paulo: Ed. “O Pensamento”, 1912.

A cultura jurídica no Brasil (1822-1922).  São Paulo: Biblioteca d’ “O Estado de S. Paulo”,  1922.

Questões criminais.  São Paulo: Biblioteca d’ “O Estado de S. Paulo”, 1922.

Vida forense.  São Paulo: Biblioteca d’ “O Estado de S. Paulo”, 1922.

Paolo Mazoldi.  São Paulo, 1922.

Injúrias impressas.  São Paulo, 1924.

Os acontecimentos de julho de 1924 (o dr. José Carlos de Macedo Soares).  São Paulo: Gráfica Monteiro Lobato, 1925.

O público.  São Paulo, 1931.

Um paranóico de grande tomo.  São Paulo, 1932.

O convento de São Francisco e a Faculdade de Direito de São Paulo.  São Paulo, 1933.

Civilização e comunismo: discursos.  São Paulo, 1939.

Julio Mesquita: conferência.  São Paulo, 1939

Páginas avulsas.  Prefácio Antonio Cândido.  Rio de Janeiro: José Olympio, 1958.

Estudos  sobre o autor:

ACIMA de tudo jornalista.  O Estado de S. Paulo, São Paulo, 5 dez. 1982.

DELMANTO, Dante.  O centenário de Plínio Barreto: uma figura de relevo excepcional.  O Estado de S. Paulo, São Paulo, 5 dez. 1982.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS /CPDOC.  Dicionário histórico-biográfico brasileiro : 1930-1983.  Rio de Janeiro : Forense/Universitária, 1984.  v. 1,  p. 315-316.

MARQUES, José Frederico.  Advogado notável, jurista de renome.  O Estado de S. Paulo, São Paulo, 5 dez. 1982.

MELO, Luís Correia.  Dicionário de autores paulistas.  São Paulo, 1954.  p. 85-86.

MENEZES, Raimundo de.  Dicionário literário brasileiro.  São Paulo : Saraiva, 1969.  p. 184-185.

POLÍTICO, mas não partidário.  O Estado de S. Paulo, São Paulo, 5 dez. 1982.





Temos condição de conseguir muitos outros títulos sobre o assunto. Diga-nos quais você precisa e lhe daremos a resposta. Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática. Envio em até 24 horas após a confirmação de pagamento com confirmação via e-mail e número de postagem para acompanhamento da entrega. Toda postagem pode ser rastreada pelo site dos Correios. Todos os pedidos são enviados com seguro. CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA philolibrorum@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário