Pesquise neste Blog

quinta-feira, 27 de março de 2014

Calabar Romeu De Avelar Editora: Seviços Graficos de Alagoas Ano: 1973


Calabar 
Romeu De Avelar
Editora: Seviços Graficos de Alagoas  
Ano: 1973  

Interpretação romanceada do tempo da invasão holandesa. 2ª edição. 175pgs. 23cms. cad5-x5, hist. brasil. Capa dura em couro, manteve a capa brochura original. muito bom estado.

Romeu de Avelar seu primeiro livro publicado em 1921 , foi uma coletânea de contos a qual ele deu o nome de ‘ Tântalos’ . O segundo, o romance de 1923 intitulado  ‘ Os Devassos’ , foi apreendido por ter sido considerado na época, imoral.  Já com  ‘Crônicas de Ontem e de Hoje’ , de 1948, o autor  recebeu o Prêmio Othom Bezerra de Mello, conferido pela Academia Alagoana de Letras.  

No entanto, foi com a obra ‘Calabar’ , cuja primeira edição data de 1938, que Romeu de Avelar mostrou sua face original e a coragem de expor um ponto de vista , até então , praticamente inexistente no Brasil ; algo  que ia contra tudo o que até então se estudava nas escolas brasileiras e tinha-se como fato indiscutível :   a idéia de que Domingos Fernandes Calabar , - o combatente que durante as guerras de ocupação do nordeste  brasileiro em 1630, escolheu ajudar os holandeses ao invés dos portugueses... - NÃO era, nem nunca foi, ao menos do ponto de vista brasileiro,  um traidor !   

Nos tempos atuais,   as opiniões no Brasil sobre Calabar são controvertidas. Celso Cunha Júnior diz o seguinte: 

“ Quem foi Calabar?   Para uns , um patriota; para outros, um desertor; para muitos um traidor. Dele , com certeza, só se pode dizer: covarde não era. Era um bravo, um forte, um hábil guerrilheiro, um mulato de talento’ 

Hoje , muitos livros de História do Brasil recomendam inclusive  a leitura do livro de Civilização Brasileira ‘ Major Calabar’ , de 1979 , por Joaquim Felício Santos , o qual fornece uma visão heróica do discutido personagem histórico.   

No entanto, foi Romeu de Avelar quem pela primeira vez  ,  com seu romance  de 1938 , 'CALABAR’ - Interpretação romanceada do tempo da invasão holandesa’ , apresentou ao público brasileiro  a idéia, então  bastante original e controvertida – aliás, subversiva!,  de que o combatente de Porto Calvo  tinha sido  na verdade,  

‘Um herói. Um  brasileiro altivo e consciencioso, que não se deixou avassalar.’     E completa:  “E que era o Brasil? Uma colônia espano-portuguesa despovoada, presa sedutora de usurpadores de toda casta; terra, a bem dizer, sem dono certo, sem tradição, sem costumes firmes, sem coesão orgânica. Os nativos , não tendo , por consequência, compromissos, e não havendo ainda conceituação de pátria, podiam naturalmente aliar-se ao invasor que melhor lhe parecesse. Foi o caso de Calabar, abandonando os arraiais ibero-hispanos pelo pavês da Holanda.”

Temos condição de conseguir muitos outros títulos sobre o assunto:

Formas de Pagamento:  

Cartões de Crédito e Boleto Bancário (via Mercadopago, MOIP ou Pay Pal)   

Depósito Bancário: Banco do Brasil  e CEF 

Ao optar por essa forma de pagamento, você receberá um e-mail informando-lhe os dados bancários.  

Pedidos Internacionais :     Paypal  e   Western Union.  

Poderemos estudar outra forma de pagamento, sempre em comum acordo.


Entrega:  

O livro será enviado assim que o pagamento for confirmado  com confirmação via e-mail e número de postagem para rastreamento da entrega, e chegará ao seu destino dentro de 3 a 7 dias úteis, de acordo com a região do Brasil.  
  
Todos os pedidos são enviados com seguro.  


CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA 
philolibrorum@yahoo.com.br












Alguns títulos de da área, caso haja interesse, contacte-nos que diremos sobre disponibilidade, preço e condições.


Outro materiais da área que dispomos ou podemos conseguir, caso haja interesse, pergunte-nos em : 

philolibrorum@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário