Pesquise neste Blog

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Luiz Lacerda Biagi Família Biagi : os primeiros cem anos

A Família Biagi : os Primeiros Cem anos 
Luiz Lacerda Biagi
Laserprint Editorial  
Ano: 1987  

Brochura, bom estado, com 304 pg.

livro usado e antigo, bom estado geral, escasso, não perca, saiba mais ....


"O livro narra a história do ramo "Biagi", descendente do imigrante Natale Biagi, originário de Campagnola, fração de Brugine, província de Pádova, Vêneto, Itália, o qual, com a esposa Elisabetta Ferin Biagi e os filhos Antonia, Silvio Pietro ( Pedro) Paolina e Emma desembarcaram, do navio “Adria”, no porto de Santos no dia 18 de janeiro de 1.888 e foram para Itatiba-SP, onde, em maio desse ano, nasceu a filha Maria Em 1.890, mudaram-se para Sertãozinho, onde nasceu , em 1893, a filha Virgínia e, em 1.895, o caçula Agostinho. Natale se estabeleceu com uma pequena propriedade rica em argila, fabricava tijolos e telhas, fazia carreto, montou uma engenhoca de aguardente e cuidava de uma pequena lavoura com o auxílio de toda a família que trabalhava duramente. Antonia casou-se com Manoel Zanin; Paulina casou-se com Augusto Garavazzo; Emma casou-se com Pedro Martin; Maria casou-se com João Marchesi, que começara a vida como empregado de seu pai; Virgínia, casou-se com Vittorio Lucchiari, e Agostinho casou-se com Maria Pelá. O filho Pedro ( assim preferia ser chamado) , aos 23 anos, casou-se com Eugênia Viel, com 20 anos. O autor traça a árvore genealógica de todos os membros dessa grande família de Natale, até o ano de 1.987. No entanto, por ser neto de (Silvio Pietro), que adotou o nome de Pedro Biagi, tendo nascido em Campanhola, em 31 de maio de 1.881 e que se casou, em Sertãozinho, no dia 10 de setembro de 1.904, com Eugênia Viel Biagi, alonga-se mais em contar a saga e o sucesso deste ramo específico da família, que, com o seu trabalho e inteligência, fez enorme fortuna em usinas de açúcar, fazendas, indústrias metalúrgicas, fábricas de refrigerantes ( Coca-Cola), industria de equipamentos dentários, etc. Com efeito, amealhando economias do trabalho junto ao pai ( percorria toda a região vendendo tijolos e telhas), Pedro Biagi adquiriu, para si,na então vila de Pontal, em 1.909, o sítio “Vargem Rica”, de 12 alqueires, passando ali a residir e trabalhar. Pedro e Eugênia tiveram 12 ( doze) filhos, dos quais 07 nasceram nesse sítio: 1. Amélia (casou-se com Donato Bonini); 2.Elisa ( casou-se com Eurico Conceição); 3.Gaudêncio ( casou-se com Rosa Gonçalves);4. Olga ( casou-se com João Bighetti);5.Osônia (solteira);6.Baudílio ( casou-se com Dea Spadoni);7.Maurílio ( casou-se com Edilah Lacerda); 8.Ângela ( solteira); 9.Isaura ( casou-se com Lino Américo Pinto Coelho); 10. Ida ( casou-se com Archimedes Scatena);11.Iris ( casou-se com Dejalme Santos Gabarra) e 12. Oswaldo Biagi ( casou-se com Guiomar Buischi). Na ocasião, com tanta boca para alimentar, Pedro trabalhava na lavoura, vendia os produtos da olaria e aguardente e também adquiria de terceiros, pois sua capacidade de vendedor ultrapassava a produção familiar. Com isso foi prosperando, passando a adquirir e negociar também terras. Comprou, em 1.913, uma casa em Pontal e, em 1915, arrendou a fazenda Barbacena para aproveitamento de olaria, madeiras e atividades pastoril. Em 1.917, comprou essa propriedade em sociedade com Mário Bighetti e, adquirindo as primeiras mudas de cana de açúcar, junto ao Cel. Francisco Schmidt, deu início à montagem da Usina Barbacena, cuja primeira safra, em 1.922, produziu 6.400 sacas de 60 quilos. Pouco depois, mudou-se para Ribeirão Preto, transferindo, em 1.929, a usina Barbacena para Francisco Frascino. Com a experiência adquirida, em 1.931, fundou a Usina da Pedra, em Serrana, que alienou para os filhos Gaudêncio e Baudílio, sendo, hoje, propriedade dos familiares deste último.Em 1.936, tornou possível aos seus filhos Baudílio, Gaudêncio e Maurílio a aquisição da Usina Santa Elisa, em Sertãozinho, cujas terras ainda hoje pertencem aos familiares de Maurílio. Enfim, como já acentuado, dada a sua capacidade de trabalho, marcante personalidade, senso de justiça e apego à família, Pedro Biagi criou as condições, morais e materiais, para que seus filhos e, hoje, seus netos e bisnetos empreendessem outras empresas ( Zanini,Sermatec,Refrescos Ipiranga, Dabi, Fazendas,Usinas, etc) que proporcionam desenvolvimento e renda para as cidades onde se situam e milhares de empregos."


Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática.

Diga-nos quais você precisa e lhe daremos a resposta.  


Formas de Pagamento:  

Cartões de Crédito e Boleto Bancário (via Mercadopago, MOIP ou Pay Pal)   

Depósito Bancário: Banco do Brasil  e CEF 

Ao optar por essa forma de pagamento, você receberá um e-mail informando-lhe os dados bancários.  

Pedidos Internacionais :     Paypal  e   Western Union.  

Poderemos estudar outra forma de pagamento, sempre em comum acordo.


Entrega:  

O livro será enviado assim que o pagamento for confirmado  com confirmação via e-mail e número de postagem para rastreamento da entrega, e chegará ao seu destino dentro de 3 a 7 dias úteis, de acordo com a região do Brasil.  
  
Todos os pedidos são enviados com seguro.  


CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA 
philolibrorum@yahoo.com.br








Alguns títulos de da área, caso haja interesse, contacte-nos que diremos sobre disponibilidade, preço e condições.


Outro materiais da área que dispomos ou podemos conseguir, caso haja interesse, pergunte-nos em : philolibrorum@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário