Pesquise neste Blog

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Poetas do Rio Grande Norte Ezequiel Wanderley. Recife : Imp Industrial I. Nery da Fonseca 1922. Centro Polymathico. poesia potiguar riograndense










Poetas do Rio Grande do Norte

Ezequiel Wanderley. do Centro Polymathico.

Recife : Imprensa Industrial I. Nery da Fonseca

1922.

livro em bom estado geral de conservação, páginas em papel de primeira, com ilustrações fotográficas dos poetas e poetisas potiguares, capa dura original em tela editorial vermelha com marcas do tempo, lombada foi reforçada pelo antigo dono, miolo em excelente estado de conservação.

Importante livro sobre a história da poesia nordestina, brasileira e potiguar... Livro escasso, não perca, saiba mais...

É uma coletânea de poetas norte-rio-grandenses, de Nísia Floresta a Adriel Lopes, ou seja, de 1810 a 1930.



Ezequiel Lins Wanderley nasceu a 27 de outubro de 1872, em Assu-RN, sendo filho de Luiz Carlos Lins Wanderley e de Francisca Carolina Lins Wanderley. Faleceu em Natal, a 26 de novembro de 1933. A sua produção bibliográfica é assim resumida por Rômulo C. WANDERLEY:
Era cronista, teatrólogo e poeta, sendo vasta a sua bibliografia, parte publicada e parte deixada inédita, da qual a maioria escrita para o teatro. Vejamo-la: Os Cajus do Papai (diálogo infantil, em versos); A Tia Quitéria (comédia em versos); A Mortalha de Rosas, episódio dramático, levado à cena no antigo Teatro Carlos Gomes, pela companhia Lucília Peres-Leopoldo Fróis; Balões de Ensaio, Artigos e Crônicas (Natal, 1919).

Dos trabalhos inéditos, contam-se: Fora do Sério (versos humorísticos); O Papa-Gerimu, revista de crítica e costumes locais, encenada pelo Ginásio Dramático, no teatro Carlos Gomes; A República dos Bichos, fantasia teatral; Da Tribuna, discursos litero-humorísticos; Rimário, versos; e Êle, Elas… e a Outra…, fantasia lírica, representada também no Carlos Gomes, pela Companhia Regional. A imprensa de Natal sempre contou com a sua presença. Assim é que fundou “O Tentâmen”, “A Evolução” “O Fantoche”, n’”A República”. Em Macau, onde residiu três anos, foi redator dos jornais “A Pátria” e “Fôlha Nova”.

De todos seus trabalhos, o mais importante é o livro Poetas do Rio Grande do Norte, publicado em 1922, pelo governo do Estado. É uma coletânea de poetas norte-rio-grandenses, de Nísia Floresta a Adriel Lopes, ou seja, de 1810 a 1930.

Fonte: WANDERLEY, Rômulo C. Panorama da Poesia Norte-Rio-Grandense: Ezequiel Wanderley. Rio de Janeiro: Edições do Val LTDA, 1965. Páginas 262-263.

O seu falecimento foi noticiado da seguinte forma:

“Ezequiel Wanderley – Faleceu nesta capital, na madrugada de domingo último, o estimado cidadão sr. Ezequiel Lins Wanderley funcionário estadual aposentado e antigo jornalista conterrâneo, tendo também deixado apreciada bagagem literária em prosa e verso.

O extinto contava sessenta anos de idade. Casado com a sra. Claudina Wanderley, deixa os seguintes filhos: sta. Dulce Wanderley, professora do grupo Escolar Antônio de Sousa, dr. Oscar Wanderley, advogado, professor da Escola Normal e o jovem Genar Wanderley.

Era irmão, o extinto, do dr. Celestino Wanderley, Juiz substituto federal neste Estado, deixando também muitos sobrinhos e netos.

O seu enterro realizou-se ontem no cemitério do Alecrim, tendo grande acompanhamento”.

A Republica, Natal, quarta-feira, 29 de novembro de 1933, p. 8.

Sugestão de pesquisa:

WANDERLEY, Sandoval. Ezequiel. Revista da Academia Potiguar de Letras, Ano VII, n. 2, p. 37-49, 1964.



Ezequiel Wanderley. do Centro Polymathico.

A “Revista do Centro Polymathico do Rio Grande do Norte”, que circulou entre ao anos de 1920 e 1922, em Natal-RN, foi um espaço privilegiado para a divulgação de crônicas, poemas, notas e resenhas biobibliográficas que podem revelar, no campo da literatura, como se iniciou o processo de modernização da sociedade potiguar. Neste sentido, este trabalho apresenta estudo sobre a mesma, com o objetivo de levantar dados da memória cultural e de analisar a literatura que se produziu no Rio Grande do Norte, no início do século XX, dados que se poderão comparar, em etapas posteriores, a outras produções do período em questão.


Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática.

Toda postagem pode ser rastreada pelo site dos Correios.

CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br


Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário