Pesquise neste Blog

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Santos Souza Obra escolhida 1989 Aracaju Sergipe.

Santos Souza

Obra escolhida

1989

Aracaju Sergipe




SANTOS SOUZA

José dos Santos, nasceu em 27 de janeiro de 1919. Aos 13 anos, o menino Santo Souza já falava de amor em seus poemas. José Santo Souza ilustre filho de Riachuelo um dos maiores poetas vivos do país, viveu em sua cidade natal até os 17 anos trabalhando em farmácia, e em Aracaju, ele continuou trabalhando no ramo onde aprendeu a manipular medicamentos com a mesma maestria que o conservou na função por 26 anos. Somente em 1938 ele retornou à poesia.

Por puro desencanto, Santo Souza parou de escrever e foi se dedicar à música, aliás, com todo auto-didatismo que lhe é peculiar. Estudou música aos 15 anos como se estivesse estudando aritmética, talvez por isso aprendeu a tocar em três meses, inclusive compondo para clarineta algumas valsas para a namorada,

Autor de 14 livros, todos poemas, sendo o primeiro livro publicado “Cidade Subterrânea” (1953) e assim suas obras vieram sucessivamente como: “Caderno de Elegias” (1954), “Relíquias (1955), “Órfica” (1956), “Pássaro de Pedra e Sono” (1964), “Concerto e Arquitetura” (1974), “Pentáculo do Medo” (1980), “A Ode e o Medo” (1988), “Obra Escolhida” (1989), “Âncoras de Arco” (1994) e “A Construção do Espanto” (1998), “Rosa de Fogo e Lágrima” (2005).

É membro da Academia Sergipana de Letras. Membro efetivo da Associação Sergipana de Imprensa, e Membro Correspondente da Academia Paulista de Letras.

Hoje Santo Souza reside em Aracaju, aos 86 anos continua em plena atividade, dedicando-se inteiramente a sua família e aos livros. Possui um acervo de 12 livros publicados, outros na gaveta, outros republicados, e prefaciados por nomes ilustres da literatura brasileira, a exemplo do livro "Cidade Subterrânea", de 1953, que tem o prefácio assinado por Câmara Cascudo.

O Amor
"A origem do amor é um fanal
que ilumina a fonte de nossa margura,
tornando nosso coração cheio de ternura luminosa,
semelhante à luz espiritual"

Nenhum comentário:

Postar um comentário