Pesquise neste Blog

domingo, 19 de julho de 2009

Construção Cidades Princípios Artísticos Camillo Sitte





Construção Cidades Princípios Artísticos Camillo Sitte.


Camillo Sitte

A construção das cidades segundo seus princípios artísticos.

1992

São Paulo, Ática


Livro em muito bom estado de conservação, escasso, ilustrado, com 239 pg, com convite do Instituto dos Arquitetos do Brasil para o lançamento do livro no RJ em 1992. Com apresentação de Carlos Roberto Monteiro de Andrade. Belo livro com muitas e soberbas informações e ilustrações.

"Sistemas modernos! Pois sim! Abordar tudo de maneira rígida e sistemática, não alterar em
um milímetro os padrões já estabelecidos, até que o espírito genial seja torturado à morte e
toda sensação prazerosa seja abafada ? é essa a marca de nosso tempo."

A atualidade das propostas e o valor de Sitte em defesa dos princípios artísticos que devem nortear o ato de projetar as cidades. Filho de um arquiteto famoso, ele próprio adicionou a seu currículo desenhos e construção de um espaço segundo seus princípios.
Suas propostas pontuavam a relação harmônica que deve existir entre o objeto construído e os vazios que o rodeiam. Isso envolve a polêmica do século XIX entre a ?cultura do engenheiro? versus valores históricos e artísticos de projeto. Já em seu tempo, o urbanista vienense analisou e apontou falhas nos casos existentes cuja rigidez matemática e funcionalidade eram as diretrizes principais em detrimento do bem-estar, padrões estéticos e da humanização, qualidades imprescindíveis no tratamento de locais públicos.
Segundo ele, o resultado final do projeto devia privilegiar o conforto tanto físico quanto espiritual dos usuários e incorporar às vezes um dado acidental para enriquecê-lo.
O pensamento sitteano foi esquecido por um certo momento mas hoje se encontra entre as referências mais importantes para quem trabalha e prioriza dados tanto de beleza quanto de fruição e apropriação do espaço pelo homem. O traçado das ruas e o posicionamento das praças também pontuaram essa discussão assim como o uso de retas ou curvas no desenho urbano.

Há nomes importantes no ramo alguns alinhados outros, nem tanto, com as propostas de Sitte. Fizeram parte desse elenco Camille Martin, Haussmann, Bouvard, Charles Buls, Hugo Moucret, Eugène Broerman, Rubiani, Saturnino de Brito, Vitor da Silva Freire, etc. Por diversos méritos a proposta urbanística divulgada pela Stadtebau ampliou seus efeitos nos diversos continentes.

Foi o autor do estudo urbanístico: Construção das Cidades Segundo seus Princípios Artísticos ("Der Städtebau nach seinen künstlerischen Grundsätzen"). Onde, através de uma análise das cidades na história, Sitte propõe reavaliar a cidade através de seus espaços existentes, principalmente suas praças.
Segundo Françoise Choay seu objetivo foi o de "polemizar contra as transformações de Viena e planejamento do Ringstrasse segundo princípios do Barão Georges-Eugène Haussmann. Foi, no entanto, sem efeito sobre o destino urbanístico da capital austríaca e a concepção de Otto Wagner." Sua obra será fonte de inspiração para Patrick Geddes, Lewis Mumford.

Temos condição de conseguir muitos outros títulos sobre o assunto. Diga-nos quais você precisa e lhe daremos a resposta.

Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática.

Envio em até 24 horas após a confirmação de pagamento com confirmação via e-mail e número de postagem para acompanhamento da entrega.

Toda postagem pode ser rastreada pelo site dos Correios.

Todos os pedidos são enviados com seguro.

CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br


Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas. Vendemos via Mercadolivre. Visite alguns de nossos livros anunciados em nosso e-shop, em: http://eshops.mercadolivre.com.br/philolibrorum





--

Nenhum comentário:

Postar um comentário