Pesquise neste Blog

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Os Advogados do Diabo Petrarca Maranhão. Amazonas. Amazonense literaturas.

Os Advogados do Diabo

Petrarca Maranhão

1961

assinado e dedicado pelo autor, capa brochura original.


O poeta Petrarca Maranhão foi poeta e trovador inspirado e talentoso.

Amazonense, nasceu em Manaus no ano de 1913, filho de João d'Albuquerque, jornalista, escritor e funcionário do Ministério da Fazenda e de Laura da Cunha Mello Maranhão, com dois filhos Petrarca e Lauro.

Dedicado às atividades culturais e jornalísticas, ingressou como efetivo em muitas entidades, como o Pen-Club, Academia Brasileira de Trovas, onde exerceu a presidência, Associação dos Diplomados da Academia Brasileira de Letras, Associações Brasileira de Imprensa e de Educação, Federacão das Academias de Letras do Brasil, Cennáulo Fluminense de História e Letras e outras. Radicando-se em petrópolis, foi eleito para a Academia Petropolitana de Letras em 10 de abril de 1980 e empossado a 29 de maio do mesmo ano, na cadeira nº 7, patrono Ruy Barbosa. Desde 1936 dedicou-se à produção e publicação de trabalhos literários

Obras:
"Turbilhão"(ensaios de crítica literária),
"Miniaturas" (poemas e trovas),
"Ronda de Estrelas" (poesia),
"Ouro e Cinza"(trovas),
"Os Advogados do Diabo" (crônicas)





Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática.

Envio em até 24 horas após a confirmação de pagamento com confirmação via e-mail e número de postagem para acompanhamento da entrega.

Toda postagem pode ser rastreada pelo site dos Correios.

Todos os pedidos são enviados com seguro.

CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br


Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas. Vendemos via Mercadolivre. Visite alguns de nossos livros anunciados em nosso e-shop, em: http://eshops.mercadolivre.com.br/philolibrorum


--

Nenhum comentário:

Postar um comentário