Pesquise neste Blog

terça-feira, 21 de julho de 2009

Livros em português.

Alguns livros possíveis, pergunte-nos:



1804
- Joaquim José Lisboa: Descrição curiosa dos principais produtos, rios e animais do Brasil
- José da Silva Lisboa (Visc. de Cairu) Princípios de economia política

1805
- Manuel Joaquim Ribeiro Obras poéticas (vol. 1)
- Manuel Ferreira de Araújo Guimarães: Epitalâmio
- Domingos Caldas Barbosa: Viola de Lereno (2a edição, por Antônio de Morais e Silva)

1806
- Manuel Joaquim Ribeiro Obras poéticas (vol. 2)
- Antonio bersane Leite Quadras glosadas
- José Elói Ottoni: Drama alusivo ao caráter e talentos de Manuel Maria Barbosa du Bocage (peça em um ato)

1807
- Joaquim José Lisboa: Liras de Jonino, pastor da Serra
- Antonio Joaquim de Abreu: Obras inéditas
- José Cortes Solposto: Flores celestes (colhidas entre os espinhos da sagrada ...)
- Bento Figueiredo Tenreiro Aranha: Oração, "Breve discurso feito por ocasião do felicíssimo nascimento da sereníssima senhora D. Maria Isabel, Infanta de Portugal". - Domingos Caldas Barbosa: tradução (publicada anonimamente) da Henriade, de Voltaire, sob o título de Henrique IV.

1808
- Joaquim José Lisboa: A proteção dos ingleses
- Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva: Poemas
- Joaquim José Lisboa: - Jonino de Aônia e Ode oferecida a Francisco da Silva Pinto da Fonseca

1809
- Andrew Grant: História do Brasil
- Manuel Ferreira de Araújo Guimarães: Ode pela restauração do Porto
- Bernardo Avelino Ferreira de Souza: Congratulações
- José de Góis: Sonetos a vários assuntos ; Vozes do Patriotismo
- Manuel Ferreira de Araújo Guimarães: Testemunho pela Lamentável Morte (Impressão Régia), dedicado ao Conde da Ponte.
- Frei Bento da Trindade: Sermão em Ação de Graças Pela Vinda do Príncipe Regente Nosso Senhor Para os Estados do Brasil.
- Joaquim José Lisboa: Elogio dedicado a Francisco da Silveira Pinto da Fonseca.

1810
- Tomás Antonio Gonzaga: Marília de Dirceu, reeditado pela Imprensa Régia do Rio de Janeiro
- Joaquim José Lisboa: Ode à chegada de Sua Alteza
- Robert Southey: História do Brasil
- Breve noticia do incendio acontecido em Jerusalem no Templo do Santissimo Sepulcro de Nosso Senhor Jesu (sic) Christo em 12 de outubro de 1808. (folheto de cordel português reeditado no Brasil pela Impressão Régia)
- Tomás Antônio Gonzaga: Marília. 1a edição brasileira - Rio de Janeiro, Impressão Régia, 3 vol
- Alexandre Pope: Ensaio sobre a Crítica, traduzido em português pelo Conde de Aguiar (Impressão Régia)

1811
- Hipólito José da Costa: Narrativa da Perseguição
- José de Góis: Cantigas em louvor do Santíssimo Coração de Jesus
- Joaquim José Lisboa: Obras poéticas
- Gregório Gonçalves da Costa: Presuntonomalia Luzeiral
- Basílio da Gama: Uruguai (1a edição brasileira, pela Impressão Régia)
- É impresso em Paris, Hymne à l'Etre Suprême, em português e francês.
- Encenação das peças teatrais, musicais e alegóricas A Verdade Triunfante e A União Venturosa, no Real Teatro do Rio de Janeiro. A primeira, "no grande e plausível dia natalício da Rainha, Nossa Senhora", a segunda, "no faustosíssimo dia dos anos de Sua Alteza Real, o Príncipe Regente, Nosso Senhor."

1812
- Reedição no Rio de Janeiro da tradução portuguesa de Henriqueda, de Voltaire. Tradução feita por Tomás de Aquino Bello Freitas
- Testamento que fez Manoel Braz, sapateiro (folheto de cordel português reeditado no Brasil pela Impressão Régia)
- Tomas Antonio Gonzaga: Marilia de Dirceu. Edição popular em papel barato feita por Manuel Antonio da Silva Serva (Bahia)
- Tomás Antônio Gonzaga: Marília - 3a parte autêntica, formada sobretudo por dispersos da juventude, Lisboa, Impressão Régia
- José de Góis oferece ode pindárica a Sir Sidney Smith.
- Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva: O Pranto Americano, diálogo em verso oferecido ao Príncipe Regente.
- Joaquim José Lisboa: Liras, oferecidas a João Anastácio de Cravalhosa Henriques.
- José Elói Otôni: soneto dedicado "a suas Altezas Reais, o Sereníssimo Príncipe Regente e Princesa do Brasil, por ocasião do nascimento de seu augusto neto", e poemas dedicados "à Sereníssima Princesa da Beira, por ocasião do seu consórcio com o Sereníssimo Sr. Infante D. Pedro Carlos".
- Francisco de Paula de Santa Gertrudes Magna: Encômio poético, oferecido ao Conde dos Arcos.
- John Mawe: Travels in the Interior of Brazil (Oficina londrina de Longman, Hurst, Rees, Orme, and Brown).

1813
- D. Gastão Fausto da Câmara Coutinho: Juramento dos Numes. Peça teatral escrita para ser representada na noite de abertura do Real Teatro de São João
- Caldas Barbosa: Viola de Lereno, reedição em 8 folhetos de 32 páginas feita por Manuel Antonio da Silva Serva (Salvador)
- Bernardo Avelino ferreira de Souza: Rimas
- Mariano José Pereira da Fonseca, marquês de Maricá: "Máximas, pensamentos e reflexões", publicadas em O Patriota durante os anos de 1813 e 1814
- José Bonifácio: "Discurso contendo a história da Academia Real das Ciências, desde 25 de junho de 1812 até 24 de junho de 1813."

1814
- Silvestre Pinheiro Ferreira: tradução das Categorias de Aristóteles (Impressão Régia).
- José Elói Otôni: Elogio à Sereníssima Princesa da Beira

1815
- Antonio Joaquim de Abreu: Sonetos sobre diversos assuntos
- José Bonifácio de Andrada e Silva: Sobre a necessidade e utilidade do plantio de novos bosques em Portugal ; Provérbios de Salomão
- Tomás Antonio dos Santos e Silva: A Brasilíada ou Portugal imune e salvo
- História da Donzela Teodora (folheto de cordel português reeditado no Brasil pela Impressão Régia)
- História verdadeira da princeza Magalona (folheto de cordel português reeditado no Brasil pela Impressão Régia)
- José Elói Ottoni: Paráfrase dos provérbios de Salomão (Bahia)
- Bernardo Avelino Ferreira de Sousa: Elogio ao Sempre Fausto Aniversário de Sua Majestade Fidelíssima, a Senhora Rainha D. Maria I.

1816
- Joaqum José Lisboa: Liras
- Basílio da Gama: O Uraguay (2a. edição Impr. Nac.)
- Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva: O pranto americano
- O Preto e o bugio, ambos no mato, discorrendo sobre a arte de ter dinheiro sem ir ao Brasil. Dialogos, em que o bugio com evidentes razões convence ao preto sobre a verdade desta proposição. (folheto de cordel português reeditado no Brasil pela Impressão Régia)
- José Bonifácio: tradução de idílio grego sob o título de A Primavera (Impressão Régia de Lisboa).
- Antônio José de Lima Leitão: tradução e publicação das cantatas de João Batista Rousseau (Impressão Régia do Rio de Janeiro).
- João da Costa Ferreira: Poesias de Dois Amigos
- Salvador das Neves: Hinos Sacros
- Franciso de Paula de Santa Gertrudes Magna: Sermão "em memória do faustíssimo dia em que S. A. Real desembarcou nesta cidade da Bahia" (Impressão Régia).
- Frei Francisco de São Carlos: recital da oração fúnebre nas exéquias de D. Maria I.

1817
- Henry Koster: Travels in Brazil
- Carta de Pero Vaz Caminha (1a impressão)

1818
- Francisco de Melo Franco: O Reino da Estupidez
- Diogo Duarte e Silva: Elogio de D. João VI
- Bernardo Avelino Ferreira de Sousa: Elogio Dramático e Ode a Paulo Fernandes Viana (Chefe de Polícia)
- Antônio José Osório de Pina Leitão: Alfonsíada (poema heróico em doze cantos, Bahia)

1819
- Fr. Francisco de São Carlos: A Assunção, Poema composto em honra da Santa Virgem
- Pope: Ensaio sobre o Homem (trad. Francisco Vilela Barbosa Targini (Marquês e Paranaguá)
- FranciscoVilela Barbosa: A Primavera (ode)
- Francisco de Melo Franco e José Bonifácio (co-autor): O Reino da Estupidez (Londres)
- Tomás Antônio Gonzaga: Marília de Dirceu (reedição pela Tipografia Lacerdina)
- Domingos Caldas Barbosa: Viola de Lereno (4a edição, 2 volumes com 2000 versos, pelo texto ampliado de 1793).

1820
- Antônio Pereira de Souza Caldas: Obras poéticas, 2 vol (I- Salmos de David vertidos em ritmo português; II - Poesias sacras e profanas (Paris)
- John Luccock: Notes on Rio de Janeiro ans the Southern parts of Brazil
- Tomás Antônio Gonzaga: Marília de Dirceu (reedição pela Rolandiana)

1821
- Ferdinand Denis (+ Hypollite Taunay): Le Brésil (até 1822)
- Bernardo Avelino Ferreira de Souza: Versos constitucionais
- James Henderson: A history of the Brazil comprising its Geography, commerce, colonization (...)
- Diogo Duarte e Silva: Versos
- José Pedro Fernandes: Elogio "para se recitar no Teatro de S. João no faustíssimo dia natalício de Sua Alteza Real, o Príncipe Real Regente do Brasil".
- João Alexandre Silva Paz: tradução das Várias Sentenças de Ovídio, em verso rimado. (Impressão Régia, Rio de Janeiro). - José da Silva Lisboa: Espírito de Vieira, ou Seleta de pensamentos econômicos, políticos, morais, literários, com a biografia deste celebrado Escritor (como apêndice aos Estudos do Bem Comum, do mesmo autor).

1822
- José da Natividade Saldanha: Poesias dedicadas aos amigos e amantes do Brasil (Coimbra)
- Evaristo da Veiga: Hino constitucional brasileiro
- Bernardo Avelino Fereira de Souza: A fidelidade do Brasil
- Pedro José da Costa Barros: "ode pindárica" ao aniversário do Príncipe Regente.
- José Pedro Fernandes: "ode sáfica" ao momento da "fausta coroação" do Príncipe Regente.
- Antônio José Pereira: A liberdade do Brasil (elogio dramático "para se recitar no teatrinho da Praça da Constituição".)
- Basílio da Gama: O Uraguai (edição na oficina de João Nunes Esteves, Lisboa).

1823
- Édouard Corbière: Élégies Bresiliennes, suivies de poésies Diverses et d'une Notice sur la traite des noirs
- Januário da Cunha Barbosa: Niterói (Londres)

1824
- Ferdinand Denis: Scènes de la Nature sous les Tropiques
- Padre Silvério Ribeiro de Carvalho (ou Padre Silvério da Paraopeba): Trovas Mineiras (Tipografia Patrícia, Ouro Preto, MG).

1825
- Garret: Camões
- José Bonifácio de Andrada e Silva: Poesias avulsas de Américo Elísio (Bordéus)
- Domingos Borges de Barros, visconde de Pedra Branca: Poesias oferecidas às senhoras brasileiras por um Baiano (Paris)
- François-Eugène Garay de Montglave: tradução francesa, em prosa poética, da Marília de Dirceu (Tomás Antônio Gonzaga), sob o título de Marilie.
- No tratado pelo qual Portugal reconhece a independência brasileira, o artigo 5 menciona salvaguarda à propriedade dos escritos de portugueses.

1826
- Domingos Caldas Barbosa: Viola de Lereno (2º. vol)
- Daniel Gavet: Zaccaria, anecdote brésilienne;
- Lucas José de Alvarenga: Statira e Zoroastes ;
- José da Natividade Saldanha: Discurso sobre a tolerância (Caracas)
- Domingos Borges de Barros: Os Túmulos (poema)
- William Walton: prefácio à tradução inglesa das Obras de José Bonifácio (Londres)

1828
- Almeida Garrett: Tratado de educação
- Januário da Cunha Barbosa: Parnaso brasileiro, antologia de poetas, 8 vol. Publicada entre 1828 e 1832

1829
- François-Eugène Garay de Montglave: tradução francesa do Caramuru.

1830
- Tradução das Aventuras de Telêmaco, filho de Ulisses, Paris. Pillet Ainé.
- Teodoro Taunay: Idylles Brésiliennes
- Daniel Gavet: Jakaré-Ouassou ou les Tupinambas (Chronique Brésilienne)
- Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa: compõe Cornélia, tragédia (Rio de Janeiro)

1831
- Januário da Cunha Barbosa: A rusga da praia grande, comédia política (Rio de Janeiro)

1832
- Mary Wollstonecraft: O direito das mulheres e injustiça dos homens (tradução de Nísia Floresta (original de 1792)
- Domingos José Gonçalves de Magalhães: Poesias (Rio de Janeiro)

1833
- Mariano José Pereira da Fonseca, marquês de Maricá: Máximas, pensamentos e reflexões, 3 vol (Rio de Janeiro)

1836
- Domingos José Gonçalves de Magalhães: Suspiros poéticos e saudades (Paris)
- Rousseau: A nova Heloísa (trad. portuguesa)
- San-Pierre, Bernardin Paulo e Virgínia: Cabana índia (trad. portuguesa)

1837
- Januário da Cunha Barbosa: Os garimpeiros, poema herói-cômico (Rio de Janeiro)
- Manuel Araújo de Porto Alegre: "A Campanha e o Cujo"(14 de dezembro). Primeira ilustração oficial realizada no Brasil..

1838
- Domingos José Gonçalves de Magalhães: Antonio José ou O poeta (Rio de Janeiro).
- Martins Pena encena Juiz de Paz na Roça
- Pereira da Silva: Uma Paixão de Artista
- Pereira da Silva: Religião, Amor e Pátria
- Pereira da Silva: Jerônimo Corte-Real

1839
- Joaquim Norberto: Os assassinos misteriosos

1840
- Pereira da Silva: Jerônimo Corte Real
- Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa: Cornélia, tragédia (Rio de Janeiro)

1841
- Domingos José Gonçalves de Magalhães: Olgiato (Rio de Janeiro)
- Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa: Cantos líricos, 1a série (Rio de Janeiro)
- Joaquim Norberto: As Duas Órfãs

1842
- Joaquim Norberto: As duas órfãs (Rio de Janeiro)
- Victor Hugo: Nossa Senhora de Paris (trad. portuguesa)
- Nísia Floresta B. Augusta: Conselhos a minha filha
- Martins Pena: O juiz de paz na roça e A família e a festa na roça
- Pedro Luis Napoleão Chernovicz: Formulário e guia médico do Brasil ; Dicionário de Medicina popular e das ciências acessórias para uso da família
- Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa: Cantos líricos, 2a série (Rio de Janeiro)

1843
- Os mistérios de Paris (tradução portuguesa de Pereira dos Reis)
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: O filho do Pescador (Rio de Janeiro, publicação de Paula Brito)
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: Minerva Brasiliense; Brasiliana
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: O caçador
- Azambuja Suzano: Um Roubo na Pavuna
- Texeira e Sousa: O Filho do Pescador

1844
- O judeu errante (tradução portuguesa de José e Adriano de Castilho)
- Engels: Os princípios do comunismo
- Kierkegaard: O conceito de angústia
- Garrett: Frei Luis de Souza
- Gonçalves de Magalhães: Amancia
- Joaquim Norberto: Maria, ou 20 anos depois
- Carlos Emílio Adet: Amélia e Um ofício de defunto
- Joaquim Manuel de Macedo: A moreninha (folhetim - Rio de Janeiro)
- Macedo: Considerações sobre a nostalgia tese de formatura em Medicina)
- Frei Paulo ou Os mistérios de Lisboa
- Antonio Rangel de Torres Bandeira: O eremita de Jafa
- Antônio Francisco Dutra e Melo: Ramalhete de Flores (Rio de Janeiro)
- Joaquim Norberto: Mosaico Poético, 2 tomos (Rio de Janeiro)
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: Brasiliana
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: O voador
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: Os três dias de um noivado (Rio de Janeiro)
- Carlos Emílio Adet: Amélia

1845
- Gonzaga: Cartas Chilenas de Gonzaga (1a. ed)
- Joaquim Manuel de Macedo: A moreninha (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: O moço louro (Rio de Janeiro)
- Martins Pena: O Noviço; Quem casa quer casa.
- Ana Eurídice Eufrosina de Barandas: A filósofa por amor
- Joaquim Norberto: Dirceu de Marília (Rio de Janeiro)
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: A destruição das florestas. Brasiliana em três cantos

1846
- Gonçalves Dias: Primeiros Cantos (1º. volume)
- Martins Pena: O judas em sábado
- Mariano José Pereira da Fonseca, marquês de Maricá: Novas máximas, pensamentos e reflexões (Rio de Janeiro)
- Joaquim Norberto: Clitemnestra, rainha de Micenas (Rio de Janeiro)

1847
- Gonçalves Dias: Primeiros Cantos (2º. volume)
- João Vicente Martins: Gabriela envenenada ou A providência
- Nísia Floresta B. Augusta: Discurso às suas educandas do Colégio Augusto
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: O Corcovado
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: As tardes de um pintor ou As intrigas de um jesuíta (Rio de Janeiro)
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: A Independência do Brasil. Poema épico em 12 cantos, publicado entre 1847 e 1855 (Rio de Janeiro)
- Azambuja Suzano: O Capitão Silvestre e Frei Veloso
- Caldre e Fião: A Divina Pastora
- Teixeira e Sousa: Tardes de um Pintor

1848
- Gonçalves Dias: Segundos Cantos e Sextilhas de frei Antão
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: Gonzaga ou a conjuraçào de Tiradentes, 2 vol (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: Os dois amores (Rio de Janeiro)
- Francisco Bonifácio de Abreu: Teresina
- Texeira e Sousa: Gonzaga

1849
- Joaquim Manuel de Macedo: Rosa (Rio de Janeiro)
- Francisco Bonifácio de Abreu: Palmira, ou A ceguinha brasileira
- Lourenço da Silva Araújo e Amazonas: Amélia
- Mariano José Pereira da Fonseca, marquês de Maricá: Últimas máximas, pensamentos e reflexões (Rio de Janeiro)
- Joaquim Norberto: Livro de meus amores (Niterói)
- Joaquim Manuel de Macedo: O Cego (Niterói)
- Antonio Joaquim da Rosa: A Feiticeira

1850
- Almeida Garrett: O Arco de Santana
- Ferdinand Denis: Une fête brésilienne;
- Domingos Borges de Barros (Visconde de Pedra Branca): Os túmulos (versão completa)
- Mariano José Pereira da Fonseca, marquês de Maricá: Coleção completa das máximas, pensamentos e reflexões, edição póstuma (Rio de Janeiro)
- Domingos Borges de Barros, visconde de Pedra Branca: Os Túmulos (Bahia)
- Varnhagen: Florilégio. Primeira edição das poesias de Gregório de Matos Guerra

1851
- Gonçalves Dias: Últimos Cantos
- Teixeira e Souza: Maria, ou A menina roubada
- Joaquim Norberto: O chapim do Rei (Rio de Janeiro)

1852
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: Maria ou a menina roubada, publicado entre 1852 e 1853 (Rio de Janeiro)
- José Elói Ottoni: Jó, edição póstuma (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: Cobé (Niterói)
- Teixeira e Sousa: Maria

1853
- Álvares de Azevedo: Lira dos vinte anos (1a. parte[ póstuma])
- Laurindo Rabelo: Trovas
- Joaquim Manuel de Macedo: Vicentina (Rio de Janeiro)
- Manuel Antonio de Almeida: Memórias de um Sargento de Milícias (em folhetim)
- Nísia Floresta: Opúsculo Humanitário
- Cirilo Elói Pessoa de Barros: Rodolfo ou o louco assassino , Adelaide , A Mão do finado

1854
- Manuel Antonio de Almeida: Memórias de um Sargento de Milícias (1º.vol)
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: A providência (Rio de Janeiro)
- Frei Francisco de Mont'Alverne: Obras oratórias, 4 vol (Rio de Janeiro)
- Antonio Joaquim da Rosa: A Assassina
- Antonio Joaquim da Rosa: A Cruz de Cedro
- Teixeira e Sousa: A Providência

1855
- Álvares de Azevedo: Lira dos vinte anos (2a. parte [ póstuma])
- Junqueira Freire: Inspirações do claustro
- Joaquim Manuel de Macedo: O forasteiro (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: A carteira do meu tio (Rio de Janeiro)
- Manuel Antonio de Almeida: Memórias de um Sargento de Milícias (2º.vol)

1856
- Casimiro de Abreu: (encena) Camões e o Jau
- Domingos José Gonçalves de Magalhães: A confederação dos Tamoios (Rio de Janeiro)
- José de Alencar: Cinco Minutos (folhetim, Diário do Rio de Janeiro).
- Antônio Gonçalves Teixeira e Souza: As fatalidades de dois jovens (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: O Forasteiro (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: O Fantasma Branco (Rio de Janeiro)
- Pinheiro Guimarães: O Comendador
- Teixeira e Sousa: A Fatalidade de Dois Jovens

1857
- José de Alencar: A Viuvinha, folhetins no Diário do Rio de Janeiro
- José de Alencar: O Guarani, folhetins (sem assinatura) no Diário do Rio de Janeiro
- Lourenço da Silva Araújo e Amazonas: Simá
- José de Alencar: (encena) O demônio familiar
- Casimiro de Abreu: As primaveras
- Gonçalves Dias: Os timbiras.
- Joaquim Manuel de Macedo: A nebulosa (Rio de Janeiro)

1858
- Joaquim Manuel de Macedo: O Primo da Califórnia (Rio de Janeiro)
- Souzandrade: Harpas selvagens
- Carlos Eugênio Fontana: O Homem Maldito

1859
- Casimiro de Abreu: As primaveras.
- Luis Gama: Trovas burlescas.
- Cirilo Elói Pessoa de Barros: O anel preto
- Joaquim Manuel de Macedo: O Sacrifício de Isaac (Rio de Janeiro)
- Antonio Joaquim de Macedo Soares: Nininha
- Azambuja Suzano: A Baixa do Matias

1860
- José de Alencar: Cinco Minutos. A Viuvinha (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: Luxo e vaidade (Rio de Janeiro)
- Nuno Álvares: Folhas soltas (narrativa líricas)
- Manuel Duarte Moreira de Azevedo: Madalena , Honra e crime , Romances
- Barbosa Rodrigues: Geraldinha

1861
- Álvares de Azevedo: Obra completa
- Fagundes Varela: Noturnas.
- Luis Gama: Novas trovas burlescas
- Leonel Martiniano Alencar: A sonâmbula de Ipojuca
- Joaquim Manuel de Macedo: Romances da semana - contos (Rio de Janeiro)
- José Bonifácio de Andrada e Silva: Poesias, 2a edição aumentada sob os cuidados de Joaquim Norberto (Rio de Janeiro)
- José Bonifácio de Andrada e Silva: Poesias, edição fac-simile sob os cuidados de Afrânio Peixoto (Rio de Janeiro)
- Antonio Manoel Fernandes: Paulo e Flora
- Barros Júnior: Emília
- Bruno Seabra: Paulo
- Bruno Seabra: Doutor Pancrácio
- Leonel de Alencar: A Sonâmbula de Ipojuca

1862
- José de Alencar: Lucíola (Rio de Janeiro)
- José de Alencar: As Minas de Prata (Rio de Janeiro)
- Bruno Seabra: Flores sem fructos
- Franklyn Távora: Os índios do Jaguaribe.
- Joaquim Manuel de Macedo: Um passeio pela cidade do Rio de Janeiro, I (Rio de Janeiro)
- Jovita Duarte Silva: Eulália
- Luís Guimarães Júnior: Lírio Branco
- Sabbas da Costa: O Amor Fatal

1863
- Machado de Assis: O protocolo
- Joaquim Manuel de Macedo: O Novo Otelo (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: Lusbela (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: A Torre em Concurso (Rio de Janeiro)
- Claudino Abreu: A inocência no crime
- Ana Ribeiro de Góis Bittencourt: O anjo do perdão
- José Ventura Boscoli: Dom Nuno Peres de Faria ou o casamento de dois finados
- Primeira edição das Cartas chilenas, atribuídas a Tomás Antônio Gonzaga (Rio de Janeiro)
- Frei Francisco de Mont'Alverne: Trabalhos oratórios de Mont'Alverne, edição póstuma coligida por R. A. da Câmara Bittencourt (Rio de Janeiro)
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: Brasilianas (Wien). Reúne os poemas anteriormente publicados em Minerva Brasiliense; Brasiliana, 1843; O caçador, 1843; Brasiliana, 1844; O voador, 1844; A destruição das florestas. Brasiliana em três cantos, 1845 e O Corcovado,1847
- Joaquim Manuel de Macedo: Um passeio pela cidade do Rio de Janeiro II - (Rio de Janeiro)
- Leal Júnior: Calabar
- Luís Ramos Figueira: Dalmo ou Os Mistérios do Norte

1864
- Bernardo Guimarães: O Ermitão de Muquém
- José de Alencar: Diva (Rio de Janeiro)
- Fagundes Varela: Vozes da América
- Machado de Assis: Crisálidas; Quase ministro
- Machado de Assis: Quase ministro
- Claudino Abreu: A doida
- Domingos José Gonçalves de Magalhães: Obras completas, 8 vol, publicados entre 1864 e 1865 (Rio de Janeiro).

1865
- José de Alencar: Iracema
- Fagundes Varela: Cantos e Fantasias
- Joaquim Norberto publica as poesias inéditas de Alvarenga Peixoto: Obras poéticas de Inácio José de Alvarenga de Peixoto
- Joaquim Manuel de Macedo: O culto do dever (Rio de Janeiro)

1866
- Franklin Távora: A casa de Palha
- Juvenal Galeno: Lendas e canções populares
- Claudino Abreu: O enjeitado infeliz
- Manuel José de Araújo Porto Alegre: Colombo (Rio de Janeiro)
- Felício dos Santos: Acaica
- Pereira da Silva: Manuel de Moraes
- Vitoriano Palhares: As Noites da Virgem

1867
- Macedo: Memórias de um sobrinho de meu tio e Mazelas da Sociedade(pseud: Mínimo Severo)
- Joaquim Manuel de Macedo: Memórias de um sobrinho de meu tio, publicadas entre 1867 e 1868 (Rio de Janeiro)
- Brício Cardoso: Os Herpes Sociais
- Visconti Goaracy: Jovita ou A Voluntária da Morte

1868
- Morre Antônio Peregrino Maciel Monteiro, barão de Itamaracá, deixando poesias inéditas
- Luís Ramos Figueira: Amores de um Voluntário

1869
- Fagundes Varela: Cantos Meridionais; Cantos do ermo e da cidade
- Franklin Távora: Um casamento do arrabalde
- Claudino Abreu: As ruínas do passado
- José Joaquim Pereira de Azurara: Angelina ou os dois acasos felizes
- Joaquim Manuel de Macedo: A luneta mágica, (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: O Rio de Janeiro do quarto (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: As vítimas algozes (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: As mulheres de mantilha (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: Nina (Rio de Janeiro)
- Apolinário Porto Alegre: Os Palmares
- Bruno Seabra: Memórias de um Pobre Diabo
- Júlio Cesar Leal: Cenas da Escravidão

1870
- José de Alencar: O gaúcho; A pata da Gazela
- Castro Alves:Espumas Flutuantes
- Machado de Assis: Contos Fluminenses
- Machado de Assis: Falenas
- Joaquim Manuel de Macedo: A namoradeira, publicado entre 1870 e 1871 (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: Remissão dos Pecados (Rio de Janeiro)
- Bernardino dos Santos: A Doida
- Celso Magalhães: Ela por Ela
- Moreira de Azevedo: Os Franceses no Rio de Janeiro

1871
- Bernardo Guimarães: Lendas e romances
- Joaquim Manuel de Macedo: Um noivo e duas noivas (Rio de Janeiro)
- Visconde de Taunay: A retirada da Laguna
- Távora: Cartas a Cincinato
- Silvio Dinarte (Visconde de Taunay): A mocidade de Trajano
- José de Alencar: O Tronco do Ipê (Rio de Janeiro)
- Celestino Gomes de Sousa: O Desengano
- Salomé Queiroga: Maricota e o Padre Chico

1872
- Bernardo Guimarães: O garimpeiro; O seminarista
- José de Alencar: Til; Sonhos d'ouro
- Publicação da Narrativa de Hipólito José da Costa pela Revista do Instituto Histórico.
- José Liberato Freire de Carvalho: Memórias da Vida (Revista do Instituto Histórico)
- Joaquim Manuel de Macedo: Os quatro pontos cardeais (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: A misteriosa (Rio de Janeiro)
- Machado de Assis: Ressurreição
- Visconde de Taunay: Inocência
- Apolinário Porto Alegre: O Vaqueano
- Araripe Júnior: A Casinha de Sapé
- Lobo da Costa: Espinhos d’Alma
- Nabuco de Araújo: Zahra

1873
- José de Alencar: Alfarrábios; A guerra dos mascates
- Bernardo Guimarães: O índio Afonso
- Machado de Assis: Histórias da meia-noite
- Múcio Teixeira: Vozes trêmulas
- Joaquim Manuel de Macedo: Cincinato Quebra Louça (Rio de Janeiro)
- Joaquim Manuel de Macedo: Antonica da Silva (Rio de Janeiro)
- Apolinário Porto Alegre: Feitiço de uns Beijus
- Celestino Gomes de Sousa: A Filha sem Mãe
- Colimério de Faria Pinto: Alberta
- Nabuco de Araújo: Mimi
- Visconti Goaracy: O Amor que Mata

1874
- José de Alencar: Ubirajara
- Machado de Assis: A mão e a luva
- Teixeira e Souza: As tardes de um pintor
- Apolinário Porto Alegre: Latucha
- Araripe Júnior: O Ninho do Beija-Flor
- Hugo Leal: Rosa Branca
- Hugo Leal: O Seminarista
- Rezende Moniz Barreto: Favos e Travos
- Sabbas da Costa: A Revolta
- Vitor Valpírio: Mãe de Ouro

1875
- José de Alencar: Senhora
- Emílio Zaluar: Dr. Benignus
- Bernardo Guimarães: A escrava Isaura
- Lúcio de Mendonça: Névoas matutinas; Alvoradas
- Machado de Assis: Americanas
- Salvador de Mendonça: Marabá
- Frei Joaquim do Amor Divino Caneca: Obras políticas e literárias de Frei Joaquim do Amor divino Caneca, edição póstuma organizada por Antônio Joaquim de Melo, 2 vol (Recife)
- José da Natividade Saldanha: Poesias de Nossa Senhora, edição póstuma sob os cuidados de José Augusto Ferreira da Costa (Lisboa)
- Domingos José Gonçalves de Magalhães: Obras completas, nono volume (Rio de Janeiro)
- Apolinário Porto Alegre: Crioulo do Pastoreiro
- Araripe Júnior: Jacina, A Marabá
- J. M. Velho da Silva: Gabriela
- Salvador de Mendonça: Marabá

1876
- José de Alencar: O sertanejo
- Castro Alves: A cachoeira de Paulo Afonso
- Franklin Távora: O cabeleira
- Inglês de Souza: O Cacaulista
- Machado de Assis : Helena
- Visconde de Taunay: Inocência
- Mallarmé: L'aprés midi d'un faune
- Joaquim Manuel de Macedo: A Baronesa do Amor (Rio de Janeiro)
- Argemiro Galvão: A Filha do Estancieiro
- Damasceno Vieira: Uma História de Amor
- Hugo Leal: Laurita
- Hugo Leal: A Enjeitada
- Hugo Leal: Plebéia e Pobre
- Júlio Cesar Leal: Amor com Amor se Paga

1877
- José de Alencar: Encarnação (para jornal)
- Bernardo Guimarães: Os paulistas em São João del Rey ou Maurício
- Inglês de Souza: O coronel sangrado
- Joaquim Manuel de Macedo: Vingança por vingança (Rio de Janeiro)
- Araripe Júnior: Um Motim na Aldeia
- Araripe Júnior: Luizinha
- Araripe Júnior: O Retirante
- Araripe Júnior: O Reino Encantado
- Celestino Gomes de Sousa: O Cego
- José do Patrocínio Filho: Mota Coqueiro ou A Pena de Morte
- José da Rocha Leão: Os Amores da Brasileira
- Joaquim de Paula Sousa: Campos Novos
- Oliveira Belo: Os Farrapos
- Taveira Júnior: Célio
- Taveira Júnior: Cenas Trágicas
- Taveira Júnior: Joaninha
- Taveira Júnior: O Enjeitado

1878
- Franklin Távora: O matuto
- Machado de Assis : Iaiá Garcia
- Sílvio Romero: Cantos do fim do século

1879
- Aluísio Azevedo: Uma lágrima de mulher
- Bernardo Guimarães: A ilha maldita
- Carlos Jansen: Patuá
- Carneiro Vilela: Iná
- José do Patrocínio Filho: Os Retirantes

1880
- Fagundes Varela: Diário de Lázaro
- Guimarães Jr.: Noturno; Sonetos e Rimas
- José do Patrocínio: Os retirantes
- José Veríssimo: Primeiras páginas
- Macedo: Romance de uma velha; Os dois mineiros
- Raul Pompéia: Uma tragédia no Amazonas , Na corte
- Aluízio Azevedo: O mulato
- Franklin Távora: Lourenço
- Machado de Assis : Memórias Póstumas de Brás Cubas
- Martins Jr. Visões de hoje (poesia)
- Raul Pompéia: Canções sem Metro
- Domingos Jaguaribe Filho: Os Herdeiros do Caramuru
- Ernesto Jaó: O caçador de Avestruzes
- Paulo Marques: Alaísa
- Paulo Marques: Verdadeiros Mistérios do Rio de Janeiro
- Paulina Maria Constant Proença processa Antonio José de Melo por incluir em sua edição de O Médico do Povo, de Mure, o Guia Médico-Cirúrgico, de seu marido, José Henriques de Proença. A decisão, a favor da requerente, escudou-se no parágrafo 22 do artigo 179 da Constituição Imperial. (fonte)

1881
- Celso Magalhães: Um Estudo de Temperamento
- Paulo Marques: Vênus ou O dinheiro
- Rocha Pombo: A Honra do Barão

1882
- Teófilo Dias: Fanfarras
- Valentim Magalhaes: Flor de sangue
- Lúcio de Mendonça: O marido da adúltera
- Antonio Manoel Fernandes: Pontal da Cruz
- Araripe Júnior: Xico Melindroso
- Lúcio de Mendonça: O Marido da Adúltera
- Pedro Américo de Figueiredo e Melo: O Holocausto
- Rocha Pombo: Dadá ou a Boa Filha

1883
- Castro Alves: Os escravos
- Raimundo Correia: Sinfonias.
- Maria Benedita Bormann: Aurélia

1884
- Alberto de Oliveira: Meridionais
- Aluísio Azevedo: Casa de pensão; Filomena Borges
- Fontoura Xavier: Opalas
- Machado de Assis: Histórias sem data
- Nietzche: Assim falou Zaratustra
- José do Patrocínio Filho: Pedro Espanhol
- Júlio Cesar Leal: Casamento e Mortalha
- Maria Benedita Bormann: Uma Vítima

1885
- Alberto de Oliveira: Sonetos e poemas (ou 86 ?)}
- Joaquim Manuel de Macedo: O Macaco da Vizinha, edição póstuma (Rio de Janeiro)
- Joaquim de Paula Sousa: Palmares

1886
- Alcindo Guanabara: Amor

1887
- Aluísio Azevedo: O homem.
- Raimundo Correia: Versos e versões
- Pardal Mallet: O Hóspede

1888
- Olavo Bilac: Poesias
- Horácio de Carvalho: O cromo
- Inglês de Souza: O Missionário
- José Veríssimo: Cenas da Vida Amazônica
- Júlio Ribeiro: A carne
- Marques Carvalho: Hortência
- Pardal Mallet: O lar
- Raul Pompéia: O Ateneu
- Vicente de Carvalho: Relicário
- Xavier Marques: Uma família baiana.
- Adolfo Bezerra de Menezes: A Casa Mal Assombrada
- Horácio de Carvalho: Cromo
- Pardal Mallet: O Lar

1889
- Aluísio Azevedo: O coruja
- Rodrigo Otávio: Aristo

1890
- Aluísio Azevedo: O cortiço
- Rodolfo Teófilo: A fome
- Avelino Foscolo: A Mulher
- Maria Benedita Bormann: Lésbia
- Pedro Osório: O Poder da Carne
- Rodolfo Teófilo: A Fome

1891
- Arthur Azevedo: Contos possíveis
- Machado de Assis: Quincas Borba
- Manuel de Oliveira Paiva: Dona Guidinha do Poço
- Raimundo Correia: Aleluias

1892
- Oliveira Paiva: folhetins de D. Guidinha do Poço (apud Revista Brasileira)
- Júlia Lopes de Almeida: A família Medeiros
- Adolfo Bezerra de Menezes: Lázaro, O Leproso
- Rocha Pombo: Petrucello

1893
- Adolfo Caminha: A normalista
- Aluísio: A mortalha de Alzira
- Arthur de Azevedo: Contos fora de moda
- Coelho Neto: A capital federal
- Cruz e Souza: Missal e broquéis
- Inglês de Souza: Contos Amazonicos
- Maria Benedita Bormann: Celeste

1894
- Júlia Lopes de Almeida: A família Medeiros
- Machado de Assis: Histórias sem data
- Afonso Celso: Lupe
- Carneiro Vilela: Noemia
- Jaime Balão: Mártir
- Joaquim Maurício Cardoso: Os Nobres da Casa Vermelha
- Maria Benedita Bormann: Angelina

1895
- Adolfo Caminha: O bom crioulo
- Aluísio Azevedo: O livro de uma sogra
- Alberto de Oliveira: Versos e Rimas
- Coelho Neto: O rei fantasma; Miragem.
- Francisca Júlia: Mármores.
- José Veríssimo: Pesca na Amazônia
- Rodolfo Teófilo: Os brilhantes
- Afonso Celso: Um Invejado
- Júlio Cesar Leal: A Casa de Deus
- Rodolfo Teófilo: Os Brilhantes
- Rodrigo Otávio: Bodas de Sangue

1896
- Alberto Brandão: O Brasil
- Machado de Assis: Várias histórias
- Afonso Celso: Giovania

1897
- Arthur de Azevedo: Contos efêmeros
- Coelho Neto: Inverno em Flor.
- Oliveira Paiva: D. Guidinha do Poço
- Nestor Vítor: Signos
- Rodolfo Teófilo: Paroara
- Sílvio Romero: Contos populares do Brasil
- João Júlio dos Santos: Genesco
- Rodolfo Teófilo: Maria Rita
- Teotônio Freire: Passionério
- Valentim Magalhães: Flor de Sangue

1898
- Afonso Arinos: Pelo Sertão; Os jagunços.
- Arthur de Azevedo: Contos em verso.
- Coelho Neto: O morto, A conquista; O paraíso; O rajá de Pendjab
- Cruz e Souza: Evocações.
- Faria Neves Sobrinho: Morbus
- Joaquim Nabuco: Minha formação.
- Raimundo Correia: Poesias.
- Rodolfo Teófilo: O paroara
- Antonio D’Oliveira: Marco Montenegro
- Antonio D’Oliveira: Sinhá
- Artur Goulart Penteado: Lola
- Dunshee de Abranches: Papá Basílio
- Faria Neves Sobrinho: Morbus
- José Otaviano Miler: Professos
- Papi Júnior: O Simas

1899
- Alphonsus de Guimarães: Setenário das dores; Dona Mística
- Gonzaga Duque: Mocidade morta
- Joaquim Nabuco: Um estadista do Império
- Júlia Lopes de Almeida: Memórias de Marta
- Machado de Assis : Páginas recolhidas
- Rodolfo Teófilo: O Paroara
- Xavier Marques: Praieiros (I) Jana e Joel
- Afonso Celso: As Aventuras de João Manuel
- Alves de Faria: Pecadora
- Artur Lobos: Rosais
- Gonzaga Duarte: Mocidade Morta
- João Mendes da Silva: O Capeiro Riograndense
- Rita Feliciana de Oliveira: Marta
- Rodolfo Teófilo: O Paroara

1900
- Afrânio Peixoto: Rosa Mystica
- Alberto de Oliveira: Poesias
- Cruz e Souza: Faróis
- Machado de Assis: D.Casmurro
- Nestor Vitor : Amigos
- Xavier Marques:Holocausto; Pindorama
- Pedro Américo de Figueiredo e Melo: O Foragido

1901
- Afonso Celso: Porque me ufano de meu país
- Antonio de Oliveira: O urso
- Coelho Neto: Tormenta
- Júlia Lopes de Almeida: A falência

1902
- Alphonsus de Guimarães: Kiriale
- Euclides da Cunha: Os sertões
- Fábio Luz: Novelas
- Graça Aranha: Canaã
- Vicente de Carvalho: Rosa, Rosa de Amor
- Xavier Marques: Praieiros (III), O sargento Pedro
- Domingos Caldas Barbosa: Ceia dos Cardeais

1903
- Curvelo de Mendonça: Regeneração
- Domingos Olímpio: Luzia Homem
- Fábio Luz: Ideólogo
- Francisca Júlia: Esfinges

1904
- Curvelo de Mendonça: Regeneração
- José Veríssimo: Estudos de Literatura Brasileira IV
- Machado de Assis: Esaú e Jacó
- Rui Barbosa: Réplica as defesas da redação do Código Civil

1905
- Coelho Neto: O arara
- Cruz e Souza: Últimos sonetos

1906
- Coelho Neto: Turbilhão; Esfinge
- Domingos Ribeiro Filho: Cravo vermelho
- José Veríssimo: Educação Nacional
- Fábio Luz: Os emancipados; Elias Barão
- Machado de Assis: Relíquias de Casa Velha
- Ramiz Galvão: Catálogo dos livros do Gab.Leit.Port.
- Rodrigo Otávio: Aristo

1908
- Afranio Peixoto: A esfinge
- Júlia Lopes de Almeida: A intrusa
- Machado de Assis: Memorial de Aires

1909
- Euclides da Cunha: A margem da história
- Júlia Lopes de Almeida : A herança
- Júlio Perneta: Malditos
- Lima Barreto: Recordações do escrivão Isaías Caminha

1910
- Alcides Maia: Ruínas vivas
- Fábio Luz: Virgem mãe
- João do Rio: Dentro da noite
- Júlia Lopes de Almeida: Eles e elas
- Lindolfo Rocha: Maria Dusá (garimpeiros)
- Simões Lopes: Cancioneiro Guasca

1911
- Afrânio Peixoto: A esfinge
- Alcidides Maia: Tapera
- Carmem Dolores: A luta
- Graça Aranha: Malasarte
- Lima Barreto: Triste fim (folhetim) em livro, em 1915

1912
- Augusto dos Anjos: Eu
- Simões Lopes Neto: Contos Gauchescos

1913
- Antonio Salles: Aves de arribação
- Júlio Fibeiro: Gramática portuguesa
- Ronald de Carvalho: Luz Gloriosa
- Simoes Lopes Neto: Lendas do Sul
- Xavier Marques: A arte de escrever
- Menotti del Picchia : Poemas do vício da virtude

1914
- Afranio Peixoto: Maria Bonita
- Alberto Torres: O problema nacional brasileiro
- Coelho Neto: O rei negro
- Gilberto Amado: A chave de Salomão
- Gonzaga Duque: Horto de Máguas
- Julia Lopes de Almeida: A Silveirinha
- Veiga Miranda: Redempção
- Monteiro Lobato: Velha Praga (em o estado de São Paulo)

1915
- Cassiano Ricardo: Dentro da noite
- Fábio Luz: Elias Barrão: Chica Maria
- Lima Barreto: Triste fim de Policarpo Quaresma; Numa e a ninfa
- Gustavo Barroso : Praias e Várzeas
- Amaral Juvenal (Ramiro Barcelos) : Antonio Chimango
- Afonso Celso : Lampejos Sacros; Mês do Rosário
- Gilka Machado : Cristais Partidos

1916
- Oswald de Andrade : Mon coeur balance ui
- Albertina Berta : Exaltação
- Afrânio Peixoto : Minha Terra, minha gente
- Eduardo Guimarães : A divina Quimera
- Adelino Magalhães : Casos e Impressões

1917
- Afonso Arinos: Lendas e tradições brasileiras
- Cassiano Ricardo: Evangelho de Pã
- Gilberto Amado: Suave ascensão
- Guilherme de Almeida: Nós
- Hugo de Carvalho Ramos: Tropas e boiadas
- Manuel Bandeira: A cinza das horas
- Mário de Andrade: Há uma gota de sangue em cada poema
- Mário Sette: Ao clarão dos obuses
- Murilo Araújo: Carrilhões
- Júlia Lopes de Almeida: Nos jardins de Saul
- Martins Fontes: Verão
- João Foca ( João Batista Cepelos): Os caiçaras
- Godofredo Rangel : Falange gloriosa ( apud O estado de SP) e Vida ociosa ( apud Revista do Brasil)

1918
- Adelino Magalhaes: Visões, cenas e perfis
- Afonso Arinos: Mestre de campo
- João Pedro Martins: No templo de Minerva
- Monteiro Lobato: Urupês
- Monteiro Lobato: O saci pererê ( um inquérito)
- Júlia Lopes de Almeida : A Herança
- Juó Bananere : A divina increnca
- Catulo da Paixão Cearense: Meu sertão
- Orestes Barbosa: Penumbra sagrada
- João do Rio: Correspondência de uma estação de cura
- Carlos Imbassahi: Leviana
- Jaime Balão Jr. : Eterno Sonho
- Silviano Pinto: Redimidos
- Rufino Fialho: Na vida
- João Lúcio: O livro de Elza
- Mário Sete: Rosa e espinhos
- José Albano : Sonnets by José Albano
- Belmiro Braga: Contas do meu rosário
- Jackson de Figueiredo: O crepúsculo interior

1919
- Cecília Meireles: Espectros
- Gilberto Amado: Grão de areia
- Hilário Tácito: Mme. Pomery
- Guilherme de Almeida: A dança das horas; Messidor
- Lima Barreto: Vida e morte de M.J.Gonçalves de Sá
- Manuel Bandeira: Carnaval
- Monteiro Lobato: Cidades mortas ; Idéias de Jeca Tatu
- João do Rio: A Mulher e os Espelhos
- Antonio Salles: Minha terra
- Noraldinho Lima: Vesperais
- Martins Fontes: A dança
- José Avelino: Teia de Penélope
- Agenor Silveira: Rimas e versos de bom e de mau humor
- Paulo Lopes: Penumbra
- Adalzira Bitemcourt: Malmequeres
- Plínio Salgado: Thabor
- Felix Pacheco: Lírios brancos
- De Costa e Silva: Pandora
- Afrânio Peixoto: Trovas brasileiras
- Catulo da Paixão Cearense: Sertão em flor
- Leda Rios: Lux
- Magalhães de Azeredo: Vida e sonho
- Raul Machado: Água de Castália
- Luis Edmundo: Rosa dos ventos
- Bastos Tigre: Bolhas de sabão
- Ronald de Carvalho: Poemas e sonetos

1920
- Adelino Magalhães: Tumulto da vida
- Afranio Peixoto: Fruta do mato; Poeira da estrada; Parábolas.
- Antonio Torres: Verdades indiscretas
- Gastão Cruls: Coivara
- Graça Aranha: A estética da vida
- Guilherme de Almeida: Livro de Horas de Soror Dolorosa
- Monteiro Lobato: Negrinha
- Oliveira Viana: Populaçoes meridionais do Brasil
- Paulo Setúbal: Alma Cabocla
- Waldomiro Silveira: Os caboclos
- Cassiano Ricardo : Jardim das Hespérides
- Menotti del Picchia : Flama e argila
- Monteiro Lobato: Negrinha
- Ribeiro Couto: Jardim das confidências
- Godofredo Rangel : Vida ociosa ( em volume)
- Hilário Tácito: Madame Pommery
- Leo Vaz: O professor Jeremias

1921
- A Torres: Pasquinadas cariocas
- Graça Aranha: Estética da vida
- Menotti del Picchia: O pão de Moloch
- Monteiro Lobato: A onda verde

1922
- A.Torres: Prós e contras
- Alcides Maia: Alma Bárbara
- Afranio Peixoto: Bugrinha.
- Mário de Andrade: Paulicéia Desvairada
- Oswald de Andrade: Alma (Os condenados, 1º volume)
- Guilherme de Almeida: Era uma vez ...
- Menotti del Picchia : O homem e a morte

1923
- Menotti del Picchia : Dente de ouro
- Monteiro Lobato : Mundo da lua

1924
- Juó Bananere: A divina increnca
- Oliveira Viana: Evolução do povo brasileiro
- Oswald de Andrade: Memórias sentimentais de João Miramar
- Rodrigo Abreu: A sala dos passos perdidos
- Guilherme de Almeida: A flauta que eu perdi
- Manuel Bandeira: Ritmo Dissoluto

1925
- A Torres: As razões da inconfidência
- Mário de Andrade: A escrava que não é Isaura
- Paulo Prado: Paulística
- Oswald de Andrade: Poesias reunidas de O. de Andrade (Pau Brasil)
- Gastão Cruls: A Amazônia misteriosa
- Guilherme de Almeida : A flor que foi um homem:; Narciso ; Meu ; Raça ; Encantamento
- Menotti del Picchia: A angústia de D. João

1926
- Adelino Moreira : A hora veloz
- Cassiano Ricrado: Vamos caçar papagaios
- Mário de Andrade: Losango cáqui; Primeiro andar.
- Monteiro Lobato: O presidente negro
- Plínio Salgado: O estrangeiro
- Felipe de Oliveira: Lanterna verde
- Ronald de carvalho: Toda América
- Menotti del Picchia: Toda nua
- Monteiro Lobato: How Henry Ford is regarded in Brazil
- Alcântara Machado: Pathê Baby
- Cassiano Ricardo: Borrões de Verde e Amarelo
- Guilherme de Almeida: Sherazade

1927
- Alcântara Machado: Brás, Bexiga e Barra Funda
- Mário de Andrade: Amar, verbo intransitivo; Clã do jabuti
- Rodrigues Abreu: Casa destelhada
- Oswald de Andrade: A estrela de Absinto ; Primeiro caderno do aluno de poesia Oswald de Andrade
- Monteiro Lobato: Mr. Slang e o Brasil
- Jorge de Lima: Poemas
- Menotti del Picchia + Cassiano Ricardo + Plínio Salgado: O curupira e o cardo

1928
- Cassiano Ricardo: Martim Cererê
- José Américo de Almeida: A bagaceira
- Mário de Andrade: Macunaíma
- Oswald de Andrade: Manifesto Antropófago
- Paulo Prado: Retrato do Brasil
- Menotti del Picchia: República dos estados Unidos do Brasil
- Alcântara Machado: Laranja da China
- Jorge de Lima: Essa Nega Fulô
- Ascenso Ferreira: Catimbó
- Vargas Neto: Gado chucro
- Augusto Meyer: Giraluz
- Augusto Frederico Scmuidt: Canto do Brasileiro - Canto do iberto

1929
- Guilherme de Almeida: Simplicidade
- Jorge Amado: Lenita
- Guilherme de Almeida: Simplicidade
- Graça Aranha: A viagem maravilhosa
- Augusto Meyer: Duas orações

1930
- Carlos Drummond de Andrade: Alguma poesia
- Jorge Abreu: História da literatura nacional
- Manuel Bandeira: Libertinagem
- Raquel de Queirós: O quinze
- Mário de Andrade: Remate de males
- Menotti del Picchia: A república 3000
- Murilo Mendes: Poemas
-Gold: Judeus sem dinheiro ( 32Tradução para o português pela Editora Cultura Brasileira)

1931
- Jorge Amado: O país do carnaval
- Raul Bopp: Cobra Norato
- Marques Rebelo: Oscarinai
- Guilherme de Almeida: Carta à minha noiva; Você
- Menotti del Picchia: Amores de Dulcinéia
- Monteiro Lobato: Ferro

1932

- Joracy Camargo: Deus lhe pague
- José Lins do Rego: Menino de Engenho
- Raquel de Queirós: João Miguel
- Jorge Amado : O país do carnaval
- Guilherme de Almeida : Cartas que eu não mandei
- Murilo Mendes: História do Brasil
- Monteiro Lobato: América
- Henrique Pongetti: Tibério (com)

1933
- Caio Prado Jr: Evolução política do Brasil
- Érico Veríssimo: Clarissa
- Gilberto Freire: Casa grande e senzala
- Graciliano Ramos: Caetés
- Jorge Amado: Cacau
- José Lins do Rego: Doidinho
- Oswald de Andrade: Serafim Ponte Grande
- Patrícia Galvão ( Mara Lobo) : Parque industrial
- Marques Rebelo: Três caminhos
- Raul Bopp: Urucungo
- Monteiro Lobato: Na antevéspera

1934
- Carlos Drummond de Andrade: Brejo das Almas
- Graciliano Ramos: São Bernardo
- José Lins do Rego: Banguê
- Rubens do Amaral: Terra Roxa
- Mário de Andrade : Belazarte
- Oswald de Andrade: A escada ; O homem e o cavalo
- Jorge Amado : Suori
- Lúcio Cardoso: Maleita

1935
- Cornélio Pena: Fronteira
- Jorge Amado: Jubiabá
- Murilo Mendes: Tempo e eternidade
- Marques Rebelo : Marafa

1936
- Ciro dos Anjos: O amanuense Belmiro
- Graciliano Ramos: Angústia
- Manuel Bandeira: Estrela da Manhã
- Monteiro Lobato: O escândalo do Petróleo
- Sérgio Buarque de Holanda: Raízes do Brasil
- Jorge Amado : Mar morto
- Menotti del Picchia : Kalum, o sangrento

1937
- Octávio de Faria: Mundos mortos
- Roberto Simonsen: História econômica do Brasil
- Waldomiro Silveira: Mixuango
- Oswald de Andrade: A morta ; O rei da vela
- Raquel de Queirós: Caminho de Pedras
- Jorge Amado : Capitães de areia
- Dias Gomes: A comédia dos moralistas

1938
- Graciliano Ramos: Vidas secas
- Marques Rebelo: A estrela sobe
- Jorge Amado : A estrada do mar
- Guilherme de Almeida: Acaso
- Menotti del Picchia: Kamunkái
- Murilo Mendes: A poesia em pânico

1939
- Cecília Meireles: Viagem
- Raquel de Queirós: As três Marias
- Nélson Rodrigues: A mulher sem pecado (estréia 1942)
- Raimundo Magalhães Júnior: O homem que fica e a mulher que todos querem
- Raimundo Magalhães Júnior: Um judeu
- Raimundo Magalhães Júnior: Mentirosa

1940
- Carlos Drummond de Andrade: Sentimento do mundo
- Menotti del Pichia: Salomé
- Manuel Bandeira: Lira dos cinqüenta anos
- Alphonsus de Guimarães Filho: Lume de estrelas
- Lúcio Cardoso: O desconhecido
- Mário Quintana: A rua dos cataventos
- Pedro Bloch: Marilena versus destino (radiodrama)
- Raimundo Magalhães Júnior: Carlota Joaquina

1941
- Érico Veríssimo: O resto é silêncio
- Mário de Andrade: Poesias
- Jorge Amado ( + José Lins do Rego + Graciliano Ramos + Aníbal Machado + Raquel de Queirós) : Brandão entre o mar e o amor
- Guilherme de Almeida: Cartas do meu amor
- Murilo Mendes: O visionário
- Guilherme Figueiredo: Napoleão
- Guilherme Figueiredo: O revólver
- Guilherme Figueiredo: A medalha e a dúvida
- João Cabral: Ensaios: "Considerações sobre o poeta dormindo"
- Vladimir Dias Pino: A fome dos lados

1942
- Cecília Meireles: Vaga Música
- Dyonélio Machado: O louco do Cati
- João Cabral: Pedra do Sono
- Marques Rebelo: Estela me abriu a porta
- Jorge Amado : Terras do sem fim
- Carlos Drummond de Andrade: José
- Abílio Pereira de Almeida: O pif-paf
- Dias Gomes: Pé-de-cabra
- Guilherme Figueiredo: Lady Godiva
- João Cabral: Pedra no Recife

1943
- José Lins do Rego: Fogo Morto
- Oswald de Andrade: Marco Zero: A revolução melancólica
- Dias Gomes: Amanhã será outro dia
- Dias Gomes: João Cambão
- Dias Gomes: Zeca Diabo
- Domingos Carvalho da Silva: Bem-amada Ifigênia
- João Cabral: Os três mal amados
- Nélson Rodrigues: Vestido de noiva (publ. em 1944)

1944
- Bernardo Elis: Ermos e gerais
- Clarice Lispector: Perto do coração selvagem
- Werneck Sodré: Formação da Sociedade Brasileira
- Clarice Lispector : Perto do coração selvagem
- Jorge Amado : São Jorge dos Ilhéus
- Murilo Mendes: As metamorfoses
- Carlos Drummond de Andrade: Confissões de Minas
- Alina Pain: A estrada para a liberdade
- Monteiro Lobato: A barca de Gleyre
- Bueno de Rivera: Mundo submerso
- Clarice Lispector: Perto do coração selvagem
- Ledo Ivo: As imaginações
- Marcos Konder Reis: Intróito
- Marcos Konder Reis: Tempo e milagre
- Vladimir Dias Pino: Geometria do ar
- Raimundo Magalhães Júnior: Vila Rica
- Vladimir Dias Pino: Também

1945
- Carlos Drummond de andrade: A rosa do povo
- Josué de Castro: Geografia da fome
- Waldomiro Silveira: Leréias
- Guimarães Rosa: Sagarana
- Jorge Amado: Seara Vermelha
- Mário de Andrade: Lira Paulistana e Carro da miséria Vermelha
- Oswald de Andrade: Chão ; Cântico dos cânticos para flauta e violão ; O escaravelho de ouro Jorge Amado : Vida de Luis Carlos Prestes, Cavaleiro da esperança Vermelha
- Murilo Mendes: Mundo enigma Vermelha
- João Cabral: O engenheiro Vermelha
- Carlos Drummond de Andrade: O gerente
- Afrânio Peixoto: reedição de Os Túmulos, de Domingos Borges de Barros
- Dias Gomes: Doutor Ninguém
- Domingos Carvalho da Silva: Rosa extinta
- Hermilo Borba Filho: Soldados da retaguarda (com Valdemar de Oliveira)
- João Cabral: O engenheiro
- Ledo Ivo: Ode e Elegia
- Nélson Rodrigues: Álbum de família: (publ. 1946; estréia 1968)
- Vladimir Dias Pino: Chapéu do mundo

1946
- Adonias Filho: Os servos da morte
- Guimarães Rosa: Sagarana
- Jorge Amado: Seara vermelha
- Graciliano Ramos: Histórias incompletas
- Clarice Lispector : O lustre
- Monteiro Lobato: prefácios e entrevistas
- Darcy Damasceno: Poemas
- Lúcio Cardoso: O anfiteatro
- Mário Quintana: Canções
- Nélson Rodrigues: Anjo negro (estréia 1948)
- Péricles Eugênio da Silva Ramos: Lamentação floreal
- Vladimir Dias Pino: Poesia geral

1947
- Mário de Andrade: Contos Novos
- Graciliano Ramos: Insônia
- Guilherme de Almeida: Poesia vária
- Murilo Mendes: Poesia liberdade
- João Cabral: Psicologia da composição ; Fábula de Anfion e Antiode
- Monteiro Lobato: José brasil ; La nueva Argentina
- Ariano Suassuna: Uma mulher vestida de sol
- João Cabral: Psicologia da composição com a fábula de Anfion e Antiode
- José Paulo Moreira da Fonseca: Elegia diurna
- Lúcio Cardoso: A corda de prata
- Lúcio Cardoso: O filho pródigo
- Marcos Konder Reis: Menino de luto
- Nélson Rodrigues: Senhora dos afogados
- Vladimir Dias Pino: Perfil

1948
- Manuel Bandeira : Belo belo ; Mafuá do Malungo
- Carlos Drummond de Andrade : Novos poemas
- Abílio Pereira de Almeida: A mulher do próximo
- Alphonsus de Guimarães Filho: A cidade do sul
- Ariano Suassuna: Cantam as harpas de Sião (ou O desertor de princesa)
- Bueno de Rivera: Luz do pântano
- Ledo Ivo: Acontecimento do soneto
- Ledo Ivo: Ode ao crepúsculo
- Mário Quintana: Sapato florido
- Mário Quintana: Espelho mágico
- Vladimir Dias Pino: Dia da cidade

1949
- Clarice Lispector: A cidade sitiada
- Alina Paim: Simão Dias
- Ariano Suassuna: Os homens de barro
- Clarice Lispector: A cidade sitiada
- Darcy Damasceno: Fábula serena
- Domingos Carvalho da Silva: Praia Oculta
- Guilherme Figueiredo: Greve geral
- Guilherme Figueiredo: Um Deus dormiu lá em casa
- Haroldo de Campos: Auto do possesso
- José Paulo Moreira da Fonseca: Poesia
- Ledo Ivo: Cântico
- Nélson Rodrigues: Dorotéia (estréia 1950)

1950
- João Cabral: O cão sem plumas; Duas águas
- Alina Paim: A sombra do patriarca
- Ariano Suassuna: Auto de João da Cruz
- Décio Pignatari: O carrossel
- Guilherme Figueiredo :Don Juan
- Guilherme Figueiredo: Patomima trágica
- João Cabral: O cão sem plumas
- João Cabral: Joan Miró (com gravuras especiais de Miró)
- José Paulo Moreira da Fonseca: Poemata
- Lúcio Cardoso: Angélica
- Marcos Konder Reis: Praia brava
- Mário Quintana: O aprendiz de feiticeiro
- Nélson Rodrigues: Valsa n° 6
- Vladimir Dias Pino: Vários escritos

1951
- Guilherme de Almeida: Anjo de sal
- Carlos Drummond de Andrade: A mesa ; Claro enigma ; I Contos de aprendiz
- Ariano Suassuna: Torturas de um coração
- Augusto de Campos: O rei menos o reino
- Fernando Ferreira de Loanda: Panorama da nova poesia brasileira
- Henrique Pongetti: Manequim (com.)
- Jorge Andrade: O noviço
- Jorge Andrade: O telescópio
- José Paulo Moreira da Fonseca: Dois poemas
- Ledo Ivo: Linguagem
- Ledo Ivo: Ode equatorial
- Ledo Ivo: Acontecimento do soneto e ode à noite
- Paulo Hecker Filho: Internato
- Pedro Bloch : As mãos de Eurídice
- Vladimir Dias Pino: Poema visual

1952
- Manuel Bandeira: Opus 10
- Carlos Drummond de Andrade: Viola de bolso ; Passeios na ilha
- Sérgio Buarque de Holanda: Antologia dos Poetas Brasileiros da Fase Colonial
- Ariano Suassuna: O arco desolado
- Augusto Boal: Sortilégio
- Augusto de Campos: "O sol por natureza e Ad Augustum per Augusta" in Noigandres,1
- Clarice Lispector: Alguns contos
- Décio Pignatari: "Rumo a Nausicaa", in Noigandres, 1
- Guimarães Rosa: Com o vaqueiro Mariano
- Haroldo de Campos: "A cidade e Thalassa Thalassa" in Noigandres 1
- Mauro Mota : Elegias
- Silveira Sampaio: Deu Freud contra

1953
- Raquel de Queirós : Lampião
- Graciliano Ramos: Memórias do cárcere
- Ariano Suassuna: O castigo da soberba
- Augusto de Campos: Poetamenos
- Fernando Ferreira de Loanda: Equinócio
- Guilherme Figueiredo A raposa e as uvas
- Hermilo Borba Filho: Electra no circo
- José Paulo Moreira da Fonseca: Dido e Enéias
- Nélson Rodrigues: A falecida
- Péricles Eugênio da Silva Ramos: Sol sem tempo
- Rachel de Queiroz: Lampião
- Rachel de Queiroz: A beata Maria do Egito
- Silveira Sampaio: O diabo em quatro corpos

1954
- Oswald de Andrade: Um homem sem profissão: sob as ordens de mamãe
- Graciliano Ramos: Viagem
- Jorge Amado : Os subterrâneos da liberdade
- Guilherme de Almeida: Acalanto de Bartira
- Murilo Mendes : Contemplação de ouro
- Preto João Cabral : O rio ; Poemas reunidos
- Antônio Callado: A cidade assassinada
- Ariano Suassuna: O rico avarento
- Dias Gomes: Os cinco fugitivos do Juízo Final
- João Cabral: O Rio ou Relação da viagem que faz o Caparibe de sua nascente à cidade do Recife
- João Cabral: Poemas Reunidos
- Lúcio Cardoso: Crônica da casa assassinada
- Millôr Fernandes: Uma mulher em três atos
- Paulo Hecker Filho: A vida nos braços
- Reinaldo Jardim: Particípio presente
- Silveira Sampaio: Sua Excelência em 26 poses
- Vladimir Dias Pino: Os corcundas
- Vladimir Dias Pino: A caverna

1955
- Alina Paim: A hora próxima
- Abílio Pereira de Almeida: Santa Marta Fabril
- Antônio Callado: Frankel
- Ariano Suassuna: O auto da compadecida
- Haroldo de Campos: "Ciropédia ou A educação do príncipe", in Noigandres 2
- Jorge Andrade: A moratória
- Ledo Ivo: Um brasileiro em Paris
- Ledo Ivo: O rei da Europa
- Mário Chamie: Espaço inaugural
- Millôr Fernandes: Um elefante no caos
- Paulo Hecker Filho: Patética
- Vladimir Dias Pino: A máquina ou a coisa em sí

1956
- Guimarães Rosa: Corpo de Baile; Grande Sertão: veredas
- Guilherme de Almeida: Camoniana
- Carlos Drummond de Andrade: Ciclo
- Alphonsus de Guimarães Filho: Sonetos com dedicatória
- Augusto de Campos: "Ovonovelo" in Noigandres, 3
- Décio Pignatari: "Poesia concreta", in Noigandres, 3
- Guimarães Rosa: Corpo de baile ( a partir da 3a ed. o subdividido em 3v. : Manuelzão e Miguilim; No Urubuquaquá, no Pinhém; Noites do sertão )
- Guimarães Rosa: Grande sertão: veredas
- Haroldo de Campos: Ö âmago do ômega’ in Noigandres, 3
- João Cabral: Duas águas (todos os livros precedentes mais Paisagens com figuras, Morte e vida severina e Uma faca só lâmina)
- João Cabral de Melo Neto: Morte e vida Severina
- José Paulo Moreira da Fonseca: A tempestade e outros poemas
- Péricles Eugênio da Silva Ramos: Ensaios : O amador de poemas
- Vladimir Dias Pino: A ave

1957
- Guilherme de Almeida: Pequeno Romanceiro
- Carlos Drummond de Andrade: Fala, amendoeira
- Alina Paim : Tradução para o Russo de A hora próxima
- Antônio Callado: Pedro Mico
- Antônio Callado: Colar de coral
- Décio Pignatari: Life (livro poema)
- Jorge Andrade: Pedreira das almas
- José Paulo Moreira da Fonseca: Raízes
- Mário Chamie: O lugar
- Nélson Rodrigues: Perdoa-me por me traíres
- Nélson Rodrigues: Viúva porém honesta
- Oduvaldo Viana Filho: Bilbao via Copacabana
- Paulo Hecker Filho: O digno do homem
- Vladimir Dias Pino: Poesia espacional
- Vladimir Dias Pino: Brasil meia-meia

1958
- Raquel de Queirós: A beata Maria do Egito
- Jorge Amado: Gabriela cravo e canela ; O amor de Castro Alves ( título depois mudado para O amor do soldado)
- Abílio Pereira de Almeida: Alô 36-5499
- Abílio Pereira de Almeida: Vinde ensaboar nossos pecados
- Ariano Suassuna: O casamento suspeitoso
- Ariano Suassuna: O santo e a porca
- Ariano Suassuna: O homem da vaca e o poder da fortuna
- Augusto de Campos: "Três poemas concretos" in Noigandres, 4
- Darcy Damasceno: Jogral Caçurro e Outros poemas
- Décio Pignatari: "Poesia concreta" in Noigandres, 4
- Gianfrancesco Guarnieri: Eles não usam black-tie
- Haroldo de Campos: "Poemas concretos" in Noigandres, 4
- Henrique Pongetti: Society em baby-doll
- Jorge Andrade: Vereda da salvação
- José Lino Grünewald: Um e dois
- Mário Chamie: Os rodízios
- Nélson Rodrigues: Os sete gatinhos
- Vladimir Dias Pino: Sinal, símbolo e signo
- Abílio Pereira de Almeida: Alô 36-5499
- Abílio Pereira de Almeida: Vinde ensaboar nossos pecados

1959
- Marques Rebelo: O trapicheiro
- Alina Paim: Tradução para o Chinês de A hora próxima
- Ariano Suassuna: A pena e a lei
- Domingos Carvalho da Silva: A fênix refratária e outros poemas
- Gianfrancesco Guarnieri:Gimba
- Guilherme de Figueiredo: Os fantasmas
- Guilherme Figueiredo: A muito curiosa história da virtuosa matrona de Efeso
- Mauro Mota: Os epitáfios
- Nélson Rodrigues: Boca de ouro
- Oduvaldo Viana Filho: Chapetuba Futebol Clube
- Péricles Eugênio da Silva Ramos: O verso romântica e outros ensaios

1960
- Clarice Lispector: Laços de família
- Jorge Amado : Os velhos marinheiros
- João Cabral: Quaderna
- Ariano Suassuna: Farsa da boa preguiça
- Augusto Boal: José, do parto à sepultura
- Augusto Boal: Revolução na América do Sul
- Clarice Lispector: Laços de família
- Décio Pignatari: Organismo
- Dias Gomes: O pagador de promessas
- Guilherme Figueiredo: Passeio debaixo do arco-íris
- João Cabral: Dois parlamentos
- João Cabral: Quaderna
- Ledo Ivo: Magias
- Nélson Rodrigues: O beijo no asfalto (estréia 1961)
- Oduvaldo Viana Filho: A mais-valia vai acabar, seu Edgar
- Pedro Xisto: Haikais & concretos
- Pedro Xisto: Vogaláxia
- Pedro Xisto: Ensaios: Poesia em situação
- Péricles Eugênio da Silva Ramos: Lua de ontem
- Rachel de Queiroz: A sereia voadora
- Vladimir Dias Pino: As diversas direções da leitura

1961
- Clarice Lispector: A maçã no escuro
- Guilherme de Almeida: Rua
- João Cabral: A terceira feira ; Dois parlamentos
- Clarice Lispector: A maçã no escuro
- Déborah Brennand: O punhal tingido
- Gianfrancesco Guarnieri: A semente
- Jõao Cabral: Terceira feira ( com Quaderna, Dois parlamentos e Serial)
- Jorge Andrade: A escada
- Mário Quintana: Poesias
- Oduvaldo Viana Filho: Cia. Teatral Amafeu de Bruso(para a TV)
- Pedro Bloch: Um sorriso de pedra
- Pedro Xisto: A busca da poesia
- Raimundo Magalhães Júnior: Marido pelo amor de Deus, Escândalo romano
- Vladimir Dias Pino: Desenvolvimento da letra A
- Ariano Suassuna: Farsa da boa preguiça
- Augusto Boal: José, do parto à sepultura
- Augusto Boal: Revolução na América do Sul
- Dias Gomes: O pagador de promessas
- Guilherme Figueiredo: Passeio debaixo do arco-íris
- Rachel de Queiroz: A sereia voadora
- Nélson Rodrigues: O beijo no asfalto (estréia 1961)
- Oduvaldo Viana Filho: A mais-valia vai acabar, seu Edgar

1962
- Graciliano Ramos: Alexandre e outros heróis ; Linhas tortas ; Viventes das Alagoas
- Marques Rebelo : A mudança
- Guimarães Rosa : Primeiras estórias
- Carlos Drummond de Andrade: Lição de coisas
- Antônio Callado: O tesouro de Chica da Silva
- Ariano Suassuna: A caseira e a Caterina
- Décio Pignatari: "Poesia concreta" in Noigandres, 5
- Dias Gomes: A invasão
- Dias Gomes: A revolução dos beatos
- Gianfrancesco Guarnieri: O cimento
- Guilherme Figueiredo: O exilado
- Guilherme Figueiredo: Tragédia para rir
- Haroldo de Campos: Do verso à poesia concreta
- Haroldo de Campos: Servidão de passagem
- Jorge Andrade: Os ossos do barão
- Jorge Andrade: O incêndio
- Ledo Ivo: Uma lira dos vinte anos
- Mário Chamie: Lavra, lavra
- Nélson Rodrigues: Otto Lara Resende ou Bonitinha, mas ordinária
- Vladimir Dias Pino: Sólida e suas versões

1963
- Manuel Bandeira: Estrela da tarde
- Domingos Carvalho da Silva: À margem do tempo
- Jorge Andrade: A senhora da boca do lixo
- Mário Chamie: Ensaios: Palavra-levantamento
- Oduvaldo Viana Filho: Quatro quadras de terra
- Osman Lins: A idade dos homens
- Plínio Marcos: Barrela
- Vladimir Dias Pino: Roupa íntima
- Vladimir Dias Pino: Capa e contra capa
- Jorge Andrade: A senhora da boca do lixo
- Oduvaldo Viana Filho: Quatro quadras de terra
- Osman Lins: A idade dos homens
- Plínio Marcos: Barrela

1964
- Clarice Lispector: A paixão segundo G.H. ; A legião estrangeira
- Jorge Amado : Os pastores da noite
- Antônio Callado: Forró no engenho Cananéia
- Augusto de Campos: Cidade/City/Cité
- Augusto de Campos: Ensaios: Revisão de Sousândrade (com Haroldo de Campos)
- Clarice Lispector: A paixão segundo G.H.( ed. crit .e org. por Benedito Nunes, Florianópolis 1988)
- Clarice Lispector: A legião estrangeira
- Déborah Brennand: Noites de sol ou As virgens do sonho
- Fernando Ferreira de Loanda: Do amor e do mar
- Gianfrancesco Guarnieri: O filho do cão
- Haroldo de Campos: Ensaios: Revisão de Sousândrade (com Augusto de Campos)
- Hermilo Borba Filho: Diálogo do encenador
- Hermilo Borba Filho : A donzela Joana
- Ledo Ivo: Estação central
- Mário Chamie: Now tomorrow mau
- Mauro Gama: Corpo verbal
- Mauro Mota: Canto ao meio
- Oduvaldo Viana Filho: Azeredo mais os Benevides
- Oduvaldo Viana Filho: O matador (para TV)
- Oduvaldo Viana Filho: O morto do Encantado pede passagem (para TV)
- Osman Lins: Lisbela e o Prisioneiro
- Pedro Bloch: Os inimigos não mandam flores
- Plínio Marcos: Nossa música, nossa gente
- Vladimir Dias Pino: Numerais

1965
- Guilherme de Almeida: Rosamor
- Augusto Boal: Arena contra Zumbi (musical, com Gianfrancesco Guarnieri)
- Augusto Boal: Arena conta Bahia
- Augusto Boal: Tempo de guerra
- Augusto de Campos: Acaso/Event
- Augusto de Campos: Teoria da poesia concreta (com Haroldo de Campos e Décio Pignatari)
- Augusto de Campos: Panorama do Finnegans Wake (com Haroldo de Campos)
- Décio Pignatari: Teoria da poesia concreta (com Augusto e Haroldo de Campos)
- Fernando Ferreira deLoanda: Antologia da nova poesia brasileira (Geração de 45)
- Gianfrancesco Guarnieri: Arena conta Zumbi (musical, com Augusto Boal)
- Haroldo de Campos: Teoria da poesia concreta (com Augusto de Campos e Décio Pignatari)
- Haroldo de Campos: Panorama do Finnergans Wake (com Augusto de Campos)
- João de Bethencourt: Como matar um play-boy
- Jorge Andrade: Rastro atrás
- José Paulo Moreira da Fonseca: Uma cidade
- Marcos Konder Reis: Armadura de amor
- Millôr Fernandes: Liberdade, liberdade (com Flávio Rangel)
- Nélson Rodrigues: Toda nudez será castigada
- Nélson Rodrigues: Teatro quase completo, 1965-1966, 4v.
- Oduvaldo Viana Filho: Moço em estado de sítio
- Reinaldo Jardim: Joana em flor
- Reinaldo Jardim: Joaquim e outros meninos
- Reinaldo Jardim: Science fiction
- Augusto Boal: Arena contra Zumbi (musical, com Gianfrancesco Guarnieri)
- Augusto Boal: Arena conta Bahia
- Augusto Boal: Tempo de guerra
- Gianfrancesco Guarnieri: Arena conta Zumbi (musical, com Augusto Boal)
- João de Bethencourt: Como matar um play-boy
- Jorge Andrade: Rastro atrás
- Millôr Fernandes: Liberdade, liberdade (com Flávio Rangel)
- Nélson Rodrigues: Toda nudez será castigada
- Nélson Rodrigues: Teatro quase completo, 1965-1966, 4v.
- Oduvaldo Viana Filho: Moço em estado de sítio

1966
- Jorge Amado : Dona Flor e seus dois maridos
- João Cabral: A educação pela pedra
- Carlos Drummond de Andrade: Cadeira de balanço
- Augusto de Campos: Luxo
- Augusto de Campos: Sousândrade. Poesia (com Haroldo de Campos)
- Dias Gomes: O santo inquérito
- Domingos Carvalho da Silva: Poemas
- Ferreira Gullar: Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come (com Oduvaldo Viana Filho)
- Haroldo de Campos: Sousândrade.Poesia (com Augusto de Campos)
- Hermilo Borba Filho: Espetáculos populares do Nordeste
- João de Bethencourt: A ilha de Circe (Mister Sexo)
- Jõao Cabral: A educação pela pedra
- Jõao Cabral: O arquivo das Índias e o Brasil
- Oduvaldo Viana Filho: Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come (com Ferreira Gullar)
- Pedro Bloch: Morreu um gato na China
- Pedro Xisto: Caderno de aplicação
- Pedro Xisto: Logogramas
- Plínio Marcos: Dois perdidos numa noite suja

1967
- Marques Rebelo : O simples coronel Madureira
- Carlos Drummond de Andrade: Versiprosa
- Augusto Boal: Arena conta Tiradentes (musical com Gianfrancesco Guarnieri)
- Augusto de Campos: Linguaviagem
- Augusto de Campos: Vida
- Chico Buarque de Holanda: Roda viva
- Fernando Ferreira de Loanda: Antologia da moderna poesia brasileira
- Ferreira Gullar: A saída? Onde fica a saída (com Antônio Carlos Fontoura)
- Gianfrancesco Guarnieri: Arena conta Tiradentes (musical com Augusto Boal)
- Guimarães Rosa: Tutaméia
- Haroldo de Campos: Oswald de Andrade. Trechos escolhidos
- Mário Chamie: Indústria
- Osman Lins: Guerra do "canta-cavalo"
- Osman Lins: Capa verde e o Natal
- Péricles Eugênio da Silva Ramos: Do barroco ao modernismo
- Plínio Marcos: Navalha na carne

1968
- Marques Rebelo : A guerra está em nós
- Guilherme de Almeida: Os sonetos de Guilherme de Almeida
- Murilo Mendes: A idade do serrote
- Carlos Drummond de Andrade: Boitempo ; A falta que ama 1968
- Augusto Boal: A lua muito pequena
- Augusto Boal: A caminhada perigosa
- Augusto de Campos: Balanço de bossa (da Bossa-nova ao Tropicalismo)
- Décio Pignatari: Exercício findo
- Décio Pignatari: Informação, linguagem, comunicação
- Dias Gomes: O bem-amado
- Dias Gomes: Doutor Getúlio, sua vida e sua glória (com Ferreira Gullar)
- Gianfrancesco Guarnieri: Marta Saré
- Gianfrancesco Guarnieri: Animália
- Haroldo de Campos: Trasncriações: entre outras, traduzir e trovar(com Augusto de Campos)
- Jõao Cabral: Poesias completas
- Oduvaldo Viana Filho: Papa Highirte
- Plínio Marcos: Verde que te quero verde
- Reinaldo Jardim: Maria Betânia guerreira guerrilha
- Renata Pallottini: O escorpião de Numância
- Vladimir Dias Pino: Matacódigo
- Augusto Boal: A lua muito pequena
- Augusto Boal: A caminhada perigosa

1969
- Clarice Lispector : Uma aprendizagem ou o Livro dos prazeres
- Augusto de Campos: Abre
- Clarice Lispector: A aprendizagem ou Livro dos prazeres
- Dias Gomes: Odorico, o bem amado
- Guimarães Rosa: Estas estórias
- Haroldo de Campos: A arte no horizonte do provável
- Hermilo Borba Filho: Ensaios: Teoria e prática do teatro, s.d.
- Hermilo Borba Filho: História do espetáculo
- Jorge Andrade: As confrarias
- Mário Chamie: Alguns problemas e argumentos
- Mauro Gama: Anticorpo
- Oduvaldo Viana Filho: A longa noite de Cristal
- Dias Gomes: Odorico, o bem amado
- Hermilo Borba Filho: História do espetáculo

1970
- Jorge Amado : Tenda dos milagres
- Murilo Mendes: Convergência
- Augusto Boal: Arena de Bolivar
- Augusto de Campos: Equivocábulos
- Augusto de Campos: Guimarães Rosa em três dimensões (com Pedro Xisto e Haroldo de Campos)
- Carlos Rodrigues Brandão: Mão de obra
- Darcy Damasceno: Vilancicos seiscentistas
- Décio Pignatari: Contra-comunicação
- Guilherme Figueiredo: Maria da Ponte
- Haroldo deCampos: Guimarães Rosas em três dimensões (com Pedro Xisto e Augusto de Campos)
- Haroldo de Campos: Metalinguagem
- Jorge Andrade: O sumidouro (todos esses reunido, exceto O noviço ,in Marta, a árvore e o relógio)
- Mário Chamie: Intertexto
- Oduvaldo Viana Filho: Corpo a corpo
- Pedro Xisto: Caminho
- Augusto Boal: Arena de Bolivar

1971
- Alphonsus de Guimarães Filho: Poemas de ante-hora
- Augusto de Campos: Colidouescapo
- Augusto de Campos: Viva vaia
- Augusto de Campos: Revisão de Kilkerry
- Bueno de Rivera: Porto de pedras
- Clarice Lispector: Felicidade clandestina
- Déborah Brennand: O cadeado negro
- Guilherme Figueiredo: Seis peças de um ato
- Guimarães Rosa: Ave, palavra ( póstumo) algumas poesias esparsas em jornais e revistas
- Vladimir Dias Pino: Ensaios: Processo: linguagem e comunicação

1972
- Jorge Amado : Tereza Batista cansada de guerra
- Murilo Mendes: Poliedro
- Adailton Medeiros: O sol fala aos sete reis das leis das aves
- Augusto de Campos: Profilograma
- Dias Gomes: Vamos soltar os demônios
- Dias Gomes: O túnel
- Hermilo Borba Filho: Sobrados e mocambos (adapt. de G. Freyre)
- Ledo Ivo: Finesterra
- Mário Chamie: A transgressão do texto
- Oduvaldo Viana Filho: Alegro desbum
- Péricles Eugênio da Silva Ramos: Poesia quase completa

1973
- Clarice Lispector : Água viva
- Carlos Drummond de Andrade: Menino antigo ; As impurezas do branco
- Clarice Lispector: A imitação da rosa
- Clarice Lispector: Água viva
- Gianfrancesco Guarnieri: O pivete
- Gianfrancesco Guarnieri: Botequim
- Gianfrancesco Guarnieri: Um grito parado no ar
- Haroldo de Campos: Morfologia de Macunaíma
- José Paulo Moreira da Fonseca: Luz e sombra
- Raimundo Magalhães Júnior: A canção dentro do pão

1974
- Clarice Lispector : A via crucis do corpo
- Augusto de Campos: Poemóbiles (com Júlio Plaza)
- Chico Buarque de Holanda: Calabar ou o elogio da traição (com Rui Guerra)
- Clarice Lispector: A via crucis do corpo
- Clarice Lispector: Onde estiveste de noite?
- Décio Pignatari: Semiótica e literatura
- José Paulo Moreira da Fonseca: Palavra e silêncio
- Ledo Ivo: O sinal semafórico
- Mário Chamie: Planoplenário
- Mário Chamie: Instauração Praxis, 2 v.
- Nélson Rodrigues: Anti- Nélson Rodrigues
- Oduvaldo Viana Filho: Rasga coração

1975
- João Cabral: Museu de tudo
- Augusto Boal: Ensaios: Teatro do oprimido e outras poéticas
- Augusto de Campos: Caixa Preta (com Júlio Plaza, mais disco com dois poemas recitados por Caetano Veloso)
- Augusto de Campos: Revistas revistas: Os antropófagos
- Carlos Rodrigues Brandão: Os objetos do dia
- Chico Buarque de Holanda: Gota d’água (com Paulo Pontes)
- Clarice Lispector: Visão do esplendor
- Clarice Lispector: Seleta
- Clodomir Monteiro: Derroteiro de rotinas
- Décio Pignatari: Código 2
- Gianfrancesco Guarnieri: Me dá o mote (musical com Edu Lobo)
- João de Bethencourt: A Cinderela do petróleo
- Jõao Cabral: Museu de tudo
- Osman Lins: Santa, automóvel e soldado

1976
- Mário de Andrade: Táxi e crônicas no Diário Nacional ; O turista aprendiz ( póstumas; org. Telê Porto Ancona Lopes)
- Adailton Medeiros: Cristóvão Cristo. Imitações
- Augusto de Campos: Reduchamp (com iconogramas de Júlio Plaza)
- Clarice Lispector: Contos escolhidos
- Dias Gomes: As prímicias
- Domingos Carvalho da Silva: Vida prática
- Gianfrancesco Guarnieri: Ponto de partida
- Guilherme Figueiredo: Papai Noel para a gente grande
- Haroldo de Campos: Xadrez de estrelas (percurso textual 1949 –1974)
- Haroldo de Campos: A operação do texto
- Mário Chamie: A linguagem virtual
- Mário Quintana: Apontamentos de história sobrenatural
- Pedro Bloch: Carla, valeu a pena?
- Renata Pallottini: O crime da cabra
- Renata Pallottini: Enquanto vai morrer

1977
- Clarice Lispector : A hora da estrela
- Jorge Amado : Tieta do agreste
- Augusto Boal: 200 exercícios e jogos para o ator e não ator com vontade de dizer algo através do teatro
- Clarice Lispector: A hora da estrela
- Décio Pignatari: Poesia pois é poesia
- Décio Pignatari: Comunicação Poética
- Haroldo de Campos: Ruptura dos gêneros na literatura latino-americana
- Haroldo de Campos: Ideograma (org. e ensaio introdutório)
- Jorge Andrade: Milagre na cela
- Mário Chamie: Objeto selvagem
- Mário Quintana: A vaca e o hipógrafo
- Marcos Plínio: Homens de papel
- Millôr Fernandes: Flávia, cabeça, tronco e membros

1978
- Augusto Boal: Murro em ponta de faca
- Augusto de Campos: Poesia, antipoesia, antropofagia
- Augusto de Campos: Verso, reverso, contraverso
- Chico Buarque de Holanda: A ópera do malandro
- Clarice Lispector: postumamente: Para não esquecer
- Clarice Lispector: Um sopro de vida
- Haroldo de Campos: Dante/Paraíso (seis cantos)
- Marcos Konder Reis: Campo de flechas
- Nelson Rodrigues: A serpente (estréia 1980)

1979
- Augusto Boal: Técnicas latino-americanas de teatro popular
- Clarice Lispector: A bela e a fera
- Dias Gomes: O Rei de Ramos
- Ferreira Gullar: Um rubi no umbigo
- Guilherme Figueiredo: Cartilha de teatro
- Haroldo de Campos: Signanta: quasi coelum
- Marcos Plínio: Oração para um pé de chinelo
- Mário Chamie: A casa da época
- Mauro Mota: Elegias
- Mauro Mota: Pernambucânia ou cantos da comarca e da memória

Nenhum comentário:

Postar um comentário