Pesquise neste Blog

sábado, 27 de junho de 2009

Jean Delumeau. A Confissão e o Perdão: as dificuldades da confissão nos séculos XIII a XVIII.



Jean Delumeau

A Confissão e o Perdão: as dificuldades da confissão nos séculos XIII a XVIII

Companhia das Letras

1991

História Geral, História Crítica.


bom estado, escasso, uma preciosidade, há muito esgotado, não perca, livro de referência da Nova História com Delumeau. aproveite. Tradução de Paulo Neves. o estabelecimento da confissão por parte da Igreja foi o primeiro motor propulsor da individualidade moderna. saiba mais... Médico das almas, juiz dos pecados, pai espiritual, o confessor foi uma figura central na vida cotidiana de milhões de pessoas do século Xiii ao Xviii.

A Igreja pós-tridentina valorizou, simultaneamente, as formas de devoção coletivas como expressão da Igreja Universal e, sob influência dos místicos dos séculos XVI e XVII acentuou o papel da devoção pessoal, as uniões místicas com Deus. Um momento privilegiado do Catolicismo deste período foi o fortalecimento da prática da confissão, do desenvolvimento da confissão individual periódica para libertar dos pecados através da contrição, penitência e abusavas, e que teria muita importância no momento da morte e sobre o destino espiritual após a morte.

O desenvolvimento da prática confessional teve fortes repercussões diante da morte. A prática da confissão final do moribundo, a aplicação dos últimos sacramentos levavam em consideração tanto as relações individuais com Deus e a salvação pessoal, como também a inserção do cristão na comunidade visível e invisível da Igreja universal. Os sacramentos de penitência, eucaristia e extrema-unção visavam garantir uma boa morte e a salvação da alma. A presença do padre na cabeceira do moribundo, acompanhando seus últimos arrependimentos e confissões passou a ser essencial, e a ausência deste amparo espiritual torna-se indesejável.
Jean Delumeau
Nasceu em Nantes, França, em 1923. Firmou-se como historiador com seu livro La civilisation de la Renaissance (1968), premiado pela Academia Francesa. O reconhecimento de seu trabalho culminou com sua eleição para o Collège de France, em 1975, e a seguir para o Institut de France, a Academia de Ciências do país. Sua extensa obra se concentra no exame dos sonhos de felicidade, dos desejos e angústias no Ocidente cristão.


livro em bom estado, brochura, saiba mais.Temos condição de conseguir muitos outros títulos sobre o assunto. Diga-nos quais você precisa e lhe daremos a resposta.

Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática.

Envio em até 24 horas após a confirmação de pagamento com confirmação via e-mail e número de postagem para acompanhamento da entrega.

Toda postagem pode ser rastreada pelo site dos Correios.

Todos os pedidos são enviados com seguro.

CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br



Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas. Vendemos via Mercadolivre. Visite alguns de nossos livros anunciados em nosso e-shop, em: http://eshops.mercadolivre.com.br/philolibrorum







.

Nenhum comentário:

Postar um comentário