Pesquise neste Blog

terça-feira, 30 de junho de 2009

Sociedades Secretas Jose Cabral Maçonaria Ocultismo História.



José Cabral

Sociedades Secretas

Editorial Império. Lisboa.

1935


Páginas:142

Livro em bom estado de conservação, brochura com capa original, com pequena tira de papel colado na parte esquerda superior pelo antigo dono. Veja Foto. Capa e lombadas levemente gastas, miolo em ótimo estado, sugerimos ao próximo dono uma reencadernaação em couro, dado o alto valor histórico desta preciosa obra.

O processo da sua discussão e da sua aprovação, na Assemblea Nacional ; Livro muito útil a todos os estudiosos do tema sociedade secreta, sobretudo Maçonaria:. haja vista que aborda a história da Ordem. Faz-se interessante notar o que é um livro, por trás de um conteúdo aparentemente simples, isto é, o debate sobre a proibição portuguesa para as ditas sociedades, esconde-se um maravilhoso livro, como apoio à proposta principal os defensores da proibição foram buscar na história da Maçonaria.: e outras Sociedades em várias partes do mundo, o que sem dúvida proporciona uma bela contenda a respeito da Maçonaria e seus acontecimentos. Um livro digno do nome surpreendente... Livros Raros, Maçonaria, Seitas, Simbolismo, Sociedades Secretas, Ocultismo, Leis..

Os principais fatos que antecederam o artigo de 1935:
A Monarquia em Portugal deu lugar à República em 1910. O golpe de 1926 afastou o presidente Gomes da Costa e assumiu o poder o Marechal de Exército Óscar Carmona que foi candidato único a presidente em 1928 iniciando a ditadura militar. Em 1929, passou a ter como chefe de governo Antonio de Oliveira Salazar (1889 ? 1970). Em 1933 foi promulgada uma Constituição e criada a Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE, a partir de 1945 chamada PIDE) ligada diretamente a Salazar. Essa polícia tinha como objetivo "modernizar e reforçar a capacidade de intervenção (preventiva e repressiva). Também foi criado o Tribunal Militar Especial para julgar crimes contra a segurança do Estado e também foram criados os campos de concentração Tarrafal e Peniche. Em 1934 Salazar lança a Ação Escolar Vanguarda, organização da juventude promovida pelo Estado Novo para a "formação político-ideológica" dos jovens. Em 12/02/35, dias após a publicação do artigo, Óscar Carmona foi reeleito mais uma vez como candidato único.

Já no "Chove no Templo", da autoria de José Cabral, autor do projeto de lei que pretendia apenas regulamentar um velho preceito do Código Penal Português (artigo 283) publicado como carta ao editor do Diário de Lisboa, também publicado no A Voz. Chama Fernando Pessoa de "mimoso anfíbio", faz referência ao "Protocolo dos Sábios de Sion". Afirma que a Maçonaria causa a ruína de todas as instituições tradicionais, a derrocada de impérios poderosos, um desequilíbrio político e que desse aglomerado de destroços surgiram pela sua mão, as novas fórmulas políticas do liberalismo e da democracia, a queda da monarquia e tantos outros crimes.

"O que nos interessa é que se estabeleça um regime jurídico que embora não extermine, torne impossível que ela exerça as influências que tem exercido e que pretende continuar a exercer". "Eu sei de Estados que a não toleram. Estados de características idênticas ao nosso: Estados fortes, autoritários, norteados apenas pela noção firme do bem comum e, assim, sei que a Maçonaria foi exterminada pelo Estado fascista, que a declarou incompatível com a sua própria existência". "Nós temos uma doutrina e somos uma força, disse Salazar; e agora digo eu: Nós somos uma força e temos uma doutrina, incompatíveis, dentro das mesmas fronteiras, com a doutrina e com a força da Maçonaria"




Em 19 de Janeiro de 1935, na recém-inaugurada Assembleia Nacional, o deputado José Cabral apresenta um projecto de lei proibindo todos os cidadãos portugueses de fazerem pare de associações secretas, sob pena de aplicação de penas várias que vão da pena de prisão ao desterro.

Os candidatos à função pública e os funcionários públicos em funções são obrigados a jurar que não pertencem, nem jamais pertencerão a qualquer sociedade secreta. O projecto embora não o especifique dirige-se contra a Maçonaria. O Grão-mestre General Norton de Matos decide escrever ao presidente da Assembleia Nacional Dr. José Alberto dos Reis, ele próprio maçom uma carta de protesto convidando a Assembleia da República a não aprovar o projecto. Nem a carta, nem o contundente comentário que o poeta Fernando Pessoa publica no jornal Diário de Lisboa, em 4 de Fevereiro logram inverter a senha persecutória das novas autoridades. O projecto de lei que terá o número 2, recebe parecer favorável da Câmara Corporativa em 27 de Março é votado favoravelmente e por unanimidade em 6 de Abril e a Ordem é banida (Lei nº 1901, de 21 de Maio de 1935). Em inícios de 1935, o decreto nº 28 do Conselho Geral da Maçonaria reforça a orientação de triangulação das Lojas. O Grão-mestre demite-se em 4 de Abril de 1935 e transfere por sua vez os seus poderes para o Conselho da Ordem e para o seu presidente o Dr. Maurício Costa. Falecido em 19 de Maio de 1937, o Grande Oriente é entregue ao Dr. Luís Gonçalves Rebordão a quem cabe dirigir o Grande Oriente até ao término da ditadura. Seria entretando nomeados o Dr. José de Oliveira Dinis como Vice-Presidente e Ramon de la Féria, secretário, José da Costa Pina, também secretário e Alfredo Mourão, tesoureiro. Como consequência da Lei nº 1901, são emitidas a portaria de 21 de Janeiro de 1937 que dissolve formalmente o Grémio Lusitano ( associação profana que suporta do Grande Oriente) e a Lei nº 1950 que entrega os bens do Grémio Lusitano à Legião Portuguesa. Muitas insígnias, objectos da colecção e documentos do Grémio são depositados na Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (futura PIDE). Segundo relata Oliveira Marques parte significativa dos arquivos maçónicos seriam colocados a salvo sendo reinstalados após a Revolução de 1974 nas instalações do Grémio Lusitano, devolvidos á maçonaria portuguesa com a devolução da liberdade ao povo português.




Temos disponibilidade de outros volumes.

livro em bom estado, saiba mais.Temos condição de conseguir muitos outros títulos sobre o assunto. Diga-nos quais você precisa e lhe daremos a resposta.

Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática.

Envio em até 24 horas após a confirmação de pagamento com confirmação via e-mail e número de postagem para acompanhamento da entrega.

Toda postagem pode ser rastreada pelo site dos Correios.

Todos os pedidos são enviados com seguro.

CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br


Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas. Vendemos via Mercadolivre. Visite alguns de nossos livros anunciados em nosso e-shop, em: http://eshops.mercadolivre.com.br/philolibrorum

--------------------------------------------------------------------------------------


Outros livros de interesse da área que poderemos conseguir, caso haja interesse contacte-nos:





CABRERA, José Fernandes. Loja São Paulo no 43. São Paulo: Saber , 1995. 208 p.

CAGLIOSTRO, Alessandro. Ritual da maçonaria egípcia. São Paulo : Pensamento, [19--]. 165 p.

CALMON, Pedro. A maçonaria, o socialismo e o futuro do Brasil.

CARMARGO, Henrique Cândido. História do Rito Moderno. Rio de Janeiro: GOB, 1984.

CAMINO, Rizzardo da. Introdução à maçonaria I. História universal. Rio de Janeiro: Aurora, 1972. 182 p.
______ Introdução à maçonaria II. História do Brasil. Rio de Janeiro : Aurora, 1972. 238 p.
______ Introdução à maçonaria III. Parte filosófica. 2. ed. Rio de Janeiro : Aurora, 1972. 222 p.
______ Simbolismo do segundo grau - Companheiro. 2.ed. Rio de Janeiro : Aurora, 1976. 318 p.
______ Kadosch. 3.ed. Rio de Janeiro : Aurora, 1980. 374 p.
______ Lendas maçônicas. 2.ed. Rio de Janeiro : Aurora, 1982. 234 p.
______ O ápice da pirâmide. 2.ed. Rio de Janeiro : Aurora, 1982. 299 p.
______ Reflexões do aprendiz. Londrina : A Trolha, 1982. 157 p. (Biblioteca do Maçom, 17).
______ A maçonaria. Porto Alegre : Tchê, 1988. 178 p.
______ Grande dicionário maçônico. 2. ed. Rio de Janeiro: Aurora, 1991, 641 p.
______ O aprendizado maçônico. Londrina : A Trolha, 1993. 175 p. (Biblioteca do Maçom, 24).
______ Os painéis da loja de Aprendiz. Londrina : A Trolha, 1994. 210 p. (Biblioteca do Maçom, 32).
______ Cadeia de união. 2. ed. Rio de Janeiro : Aurora, [19--]. 219 p.
______ Cavaleiro do Oriente. 2. ed. Rio de Janeiro : Aurora, [19--]. 126 p.
______ O delta luminoso. 2.ed. Rio de Janeiro : Aurora, [19--]. 206 p.
______ Aprendiz maçom – seus mistérios e seu simbolismo. São Paulo,: Madras, [199-]

CAMINO, Rizzardo da. Os graus inefáveis. Rio de Janeiro : Aurora, [19--]. 386 p.
______ Jacques de Molay (Os Templários). Rio de Janeiro : Aurora. [19--]. 294 p.
______ A maçonaria mística. Rio de Janeiro: Aurora, [19--]. 271 p.
______ Príncipe Rosa-Cruz e seus mistérios. Rio de Janeiro : Aurora, [19--]. 271 p.
______ Simbolismo do primeiro grau - aprendiz. 2.ed. Rio de Janeiro : Aurora, [19--]. 219 p.
______ A corrente da fraternidade. São Paulo: Icone, 1993. 159 p.
______ A pedra bruta. Londrina: A Trolha, 1996, 197 p. (Biblioteca do Maçom, 44).
______ Breviário maçônico. São Paulo: Madras, [199-], p.
______ O companherismo maçônico. São Paulo: Madras, [199-], p.
______ Mestrado maçônico. São Paulo: Madras, [199-], p.
______ O Rito Escocês Antigo e Aceito do grau 1o ao 33o. São Paulo: Madras, [199-]
______ Catecismo maçônico. São Paulo: Madras, 1995. 218 p.
______ Iniciação maçônica. São Paulo: Madras, 1996. 223 p.
______ Maçonaria mística. São Paulo: Madras, 1996. 378 p.
______ Dicionário filosófico de maçonaria. São Paulo, Madras, 1997. 218p.
______ A maçonaria. São Paulo: Madras, 2.000

CAMINO, Rizzardo da, CAMINO, Odeci Schilling da. Vade - Mécum do simbolismo maçônico. 2. ed. Rio de Janeiro : Aurora, 1983. 443 p.

CAMPOS, Tito Alves de. Instrucional maçônico - grau de Aprendiz. Brasília : Grande Oriente do Brasil, 1993. 124 p.

CAPARELLI, Davis et al. Aprendiz maçon – seus mistérios e seu simbolismo. São Paulo: Madras,

CARDOSO, Mário. Para testar seus conhecimentos maçônicos - grau de Aprendiz. Londrina: A Trolha, 1997. 192 p. (Biblioteca do Maçom, 54).

CARVALHO, Ari Casarini. Papo de bode. Lorena: Stiliano, [199-] 96 p.

CARVALHO, Assis. (Francisco de Assis Carvalho). O avental maçônico. Londrina : A Trolha, 1989. 159 p. (Biblioteca do Maçom, 6).
______ Símbolos maçônicos e sua origem. Londrina : A Trolha, 1990. 188 p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 8 )
______ A trolha. 2 ed. Londrina: A Trolha, 1991.

CARVALHO, Assis ( Francisco de Assis Carvalho). Sinais, toques e palavras. Londrina: A Trolha, 1991.
______ Companheiro maçom. Londrina : A Trolha, 1992. 190p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 17).
______ Cargos em Loja. 5. ed. Londrina : A Trolha, 1993. 177p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 1).
______ Ritos e rituais. Londrina : A Trolha, 1993. 3v. 598p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 18, 19 e 20).
______ O mestre maçom. 2. ed. Londrina : A Trolha, 1994. 239p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 11).
______ A maçonaria: usos & costumes. Londrina: A Trolha, 1994. v.1 136 p. ( Cadernos de Estudos Maçônicos, 23 )
______ A maçonaria : usos & costumes. Londrina: A Trolha, 1995. v.2 p.199p. ( Cadernos de Estudos Maçônicos)
______ O Aprendiz Maçom. Londrina: A Trolha, 1995. 189p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 24)
______ Símbolos maçônicos e suas origens. Londrina: A Trolha, 1997. v.2. 192p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 29)
______ A descristianização da maçonaria. Londrina, A Trolha, 1997. 193 p.
______ Saudações ao pavilhão nacional. Londrina: A Trolha, 2.000. 135p. ( Cadernos de Estudos Maçônicos).
______ Galeria de maçons famosos. Londrina: A Trolha, 2.000. 178p.
______ Ritos e rituais. Londrina; A Trolha, 2.000. v.4 200 p.
______ Galeria de maçons famosos. Londrina: A Trolha, 2002 v.3 215 p.

CARVALHO, Dálbio Almeida de. Maçonaria negra. Londrina: A Trolha, 1999. 183 p (Biblioteca do Maçom ).

CARVALHO, Francisco Assis, PASCHOAL, Fernando Salles. Instruções para Loja de Mestre. Londrina: A Trolha, 1994. 125p. (Cadernos de Bolso, 3).

CARVALHO, Francisco Assis, RIBEIRO, Guilherme de Queiroz, SPOLADORE, Hércule, CASTELLANI, José, LUTFALLA, Salomão. As cores vermelhas do Rito Escocês. Londrina : A Trolha, 1994. 103p. (Cadernos de Bolso, 5).
CARVALHO, Luiz Namdin de . Teoria e prática da maçonaria. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1995.
______ A maçonaria entreaberta. Lisboa: Hugin, 1997.

CARVALHO, Paulo Sérgio Rodrigues. Torre do silêncio. Londrina: A Trolha, 1998. 185 p. ( Biblioteca do Maçom).

CARVALHO, Paulo Ségio Rodrigues. Mistérios e misticismos da iniciação. Londrina: A Trolha, 2.000 175 p.

CARVALHO FILHO, Edson Rodrigues. Os elementos na iniciação maçônica.

CARVALHO JUNIOR, Arnaldo. Iniciação e espiritualidade: do antigo Egito á maçonaria. Brasília: Grande Lojas Maçônica de Brasília, 1997.

CASALS, Pedro Henrique Lopes. Arcano da maçonaria. Rio de Janeiro : Mandarino [19--] 238 p.
______ Casos da maçonaria. Rio de Janeiro: Mandarino, [19--]. 197 p.
______ Enígmas da maçonaria. Rio de Janeiro: Mandarino, [19--]. 185 p.
______ Mistérios da maçonaria. Rio de Janeiro: Mandarino, l986. 142 p.
______ Trabalhos na maçonaria. Rio de Janeiro; Mandarino, [19--]
______ O segredo maçônico 2.ed. Rio de Janeiro. Mandarino, [19--] 112p

CASTELLANI, José. A ciência maçônica e as antigas civilizações. 2. ed. São Paulo: Traço, l980
______ A maçonaria e sua política secreta. São Paulo: Traço, 1981
______ Origens do misticismo na maçonaria. São Paulo: Traço, 1982. 119p
______ A maçonaria moderna. 2.ed. São Paulo: Gazeta Maçônica, 1987. 171.
______ Liturgia e ritualistica do grau de aprendiz maçom. 2.ed. São Paulo: Gazeta Maçônica, 1987. 215 p.
______ Liturgia e ritualística do grau de companheiro maçom. São Paulo: Gazeta Maçônica, 1987. 208 p.
______ Liturgia e ritualistica do grau de mestre maçom. São Paulo: Gazeta Maçonica,1987. 213 p.
______ José Bonifácio: um homem além do seu tempo. São Paulo: Gazeta Maçônica. 1988. 183 p.
______ O Rito Escocês Antigo e Aceito. Londrina: A Trolha, 1988. 340p (Cadernos de Est. Maçônicos, 4)
______ O mestre instalado. São Paulo: Gazeta Maçônica, 1989. 119 p.
______ Dicionário de termos maçônicos. Londrina: A Trolha, 1989 152 p (Biblioteca do Maçom, 5)
______ A maçonaria e o movimento republicano brasileiro. São Paulo: Traço, 1989 128p
______ Consultório maçônico 2.ed. Londrina: A Trolha, 1990. 192 p (Cadernos de Estudos Maçônicos, 2)

CASTELLANI, José. Consultório maçônico II. Londrina: A Trolha, 1990 174 p (Cadernos de Estudos Maçônicos, 7)
______ Dicionário etimológico maçônico (A-B-C). Londrina: A Trolha, 1990. 141 p (Biblioteca do Maçom, 8)
______ Dicionário etimológico maçônico (D-E-F-G). Londrina: A Trolha, 1990. 123 p (Biblioteca do Maçom, 9).

______ Dicionário etimológico maçônico (H-I-J-L) Londrina: A Trolha, 1990 137 p. (Biblioteca do Maçom, 11).
______ Curso básico de literatura e ritualística. Londrina: A Trolha, 1991 195 p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 18).
______ Os maçons que fizeram a história da Brasil. 2.ed. São Paulo: Gazeta Maçônica, 1991. 177 p.
______ Origens histórica e mística do templo maçônico. São Paulo: Gazeta Maçônica, 1991. 114 p.
______ Cartilha do aprendiz. Londrina: A Trolha, l992. 160 p. (Biblioteca do Maçom, 21).
______ Consultório maçônico III. Londrina: A Trolha, l992 192 p (Cadernos de Estudos Maçônicos, 16).
______ Dicionário etimológico maçônico (M-N-O-P). Londrina: A Trolha, 1992. 148 p. (Biblioteca do Maçom, 18)
______ Os maçons na Independência do Brasil. Londrina A Trolha, 1993. 159p (Biblioteca do Maçom, 25)
______ A maçonaria e sua herança hebraica Londrina: A Trolha, 1993. 176 p (Biblioteca do Maçom, 27)
______ História do Grande Oriente do Brasil. A maçonaria na História do Brasil. Brasília: Grande Oriente do Brasil, 1993. 432 p.
______ A cadeia partida. História da cisão de 1973, no Grande Oriente do Brasil. Londrina: A Trolha, 1994. 143 p. (Biblioteca do Maçom, 30).
______ Dicionário etimológico maçônico (P-Q-R-S). Londrina: A Trolha, 1994. 130 p (Biblioteca do Maçom,29)
______ História do Grande Oriente de São Paulo. A maçonaria paulista na história do Brasil. Brasília : Grande Oriente do Brasil, 1994. 374 p.
______ Consultório maçônico IV. Londrina: A Trolha, 1994 192 p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 22)

CASTELLANI, José. Dicionário etmológico maçônico (T.U.V.X.Z). Londrina: A Trolha, 1994. 128 p. (Biblioteca do Maçom, 35)
______ Do pó dos arquivos. Londrina: A Trolha, 1995.183p.(Cadernos de Estudos Maçônicos, 26).
______ Os maçons e a Questão Religiosa. Londrina, A Trolha, 1996. 161 p. (Biblioteca do Maçom, 48).
______ Amizade a primeira Loja Maçônica na história de São Paulo. SP: Amizade, 1996. p.
______ Do pó dos arquivos. Londrina: A Trolha, 1996. v.2. 164 p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 28).
______ Os maçons e a Questão Religiosa. Londrina: A Trolha, 1996. 161 p.
______ Histórias pitorescas de maçons celebres. Londrina: A Trolha, 1997. 181p. (Bibliot. do Maçom, 56).
______ O Cavaleiro Rosa-Cruz. Londrina: A Trolha, 1997. 126 p.(Biblioteca do Maçom)
______ Consultório Maçônico V. Londrina: A Trolha, 1997. 193 p. (Cadernos de Estudos Maçônicos).
______ Consultório maçônico VI. Londrina: A Trolha, 1998. 191 p. ( Cadernos de Estudos Maçônicos ).
______ Consultório maçônico VII. Londrina: A Trolha, 2.000 182p.( Cadernos de Estudos Maçônicos ).
______ O Supremo Conselho no Brasil – síntese de sua história. Londrina: A Trolha, 2.000. 352p.
______ A maçonaria na década da abolição e da República. Londrina: a Trolha, 2001. 165 p
______ Consultório maçônico VIII. Londrina: A Trolha, 2002. 191 p.
______ Manias e crendices em nome da maçonaria. Londrina: A Trolha, 2002.

CASTELLANI, José, CARVALHO, Francisco de Assis. O mestre secreto. Londrina: A Trolha, 1991. 218 p. (Cadernos de Estudos Maçônicos, 14).

CASTELLANI, José, COSTA, Frederico Guilherme. Manual do Rito Moderno. São Paulo: Gazeta Maçônica, 1991. 132 p.
______ Maçonaria moderna: a liberdade revelada. Londrina: A Trolha, 1991.
______ A conjuração mineira e a maçonaria que não houve. São Paulo: A Gazeta Maçônica, 1992. 296 p.

CASTELLANI, José; FERREIRA, Cláudio Roque Buono. Manual heráldico do Rito Escocês Antigo e Aceito. São Paulo: A Gazeta Maçônica, 1995. 206 p.

CASTELLANI, José; FERREIRA, Cláudio Roque Buono. Manual heráldico do rito Escocês antigo e Aceito. (Graus 19 a 33). São Paulo: Madras, 1997. 165 p.

CASTELLANI, José, RODRIGUES, Raimundo. Analise da Constituição de Anderson. Londrina : A Trolha, 1995. 15p. (Biblioteca do Maçom, 41)

CASTRO, Boanerges Barbosa. O templo maçônico e seu simbolismo. 3.ed. Rio de Janeiro: Aurora, [l9--]. 140 p.
______ O simbolismo dos números na maçonaria. Rio de Janeiro: Aurora, 1977. 144 p.

CELENTE, Antônio Cézar. Epopéia Farroupilha e a maçonaria riograndense.

CÉSAR, João. A maçonaria política. Fortaleza: Jurídica, 1956

CHAGAS, Clerisvaldo Chagas. O coice do bode. Londrina: A Trolha, 1994 (Cadernos de Bolso, 4).

CH’AN, Isa.(Kurt Prober). Achegas para a história da maçonaria no Brasil.(1750-1823). Rio de Janeiro: Kurt Prober, 1968. 82 p.
______ Achegas para a história da maçonaria no Brasil (1823-1898). RJ: Kurt Prober, 1968. 277 p.
______ Achegas para a história da maçonaria paranaense. Rio de Janeiro: Kurt Prober, 1978. 96 p.
______ A máfia maçônica. Rio de Janeiro: Kurt Prober, 1985. 183 p.
______ Achegas para a história da maçonaria no Brasil: origem do Rito Brasileiro do GOB Rio de Janeiro: Kurt Prober, 1991, v.3, 106p.
______ Achegas para a história da maçonaria no Brasil: a verdade sobre a dissidência, etc ... de 1973. Rio de Janeiro: Kurt Prober, 1992, v.4, 40 p.

CHARLIER, René Joseph. Pequeno ensaio de simbólica maçônica. 2.ed. São Paulo: Edições E.D.O.,1966. 234 p.
______ Mosaico maçônico. 2.ed. Londrina : A Trolha, 1995. 223 p. (Biblioteca do Maçom, 37)

CIPOLATI, Orestes Lima. Maçonaria, liderança e esoterismo. Londrina: A trolha, 1995. 160 p. (BIblioteca do Maçom, 39).
______ O Mogorim.
______ A acácia há de florescer.
______ A maçonaria á luz da magia.

CIPOLATI, Reginaldo Orestes Lima. Os doze graus da formação do Lowton. Valença: Valença, [199-]. 111 p.

CIPOLATTI, Reginaldo Orestes Lima, ALCANTRA, Laura T. A maçonaria e a sagrada família. Rio de Janeiro: Aurora, [19--]. 271 p

CLAUDIO, Sílvio. Como ser maçom. Rio de Janeiro: Essinger, 1987. 108 p

CLAUDIUS, M. (Hans Bachl). Nos bastidores da maçonaria. Rio de Janeiro: Aurora, 1976. 133 p

CLAUSEN, Henry C. Comentários sobre moral e dogma. California: Neyenesch, 1976.

CLYMER, R. Swinburne. Antiga maçonaria mística oriental. Sào Paulo: Pensamento, 1976. 139 p.

COCCUZA, Felippe. A maçonaria na evolução da humanidade. São Paulo: Ícone, 1994. 412 p.

CONCEIÇÃO, Eleutério Nicolau da. Maçonaria: raízes históricas e filosóficas. São Paulo:Madras, 1997. 210p.
______ A maçonaria na história do mundo: origens, lutas - atuação. São Paulo: Madras 2.001 140 p.

CONFEDERAÇÃO DA MAÇONARIA SIMBÓLICAS DPO BRASIL. Vademecum da regularidade maçônica. Brasília: 1982.

COOPER-OKLEY, Isabel. Maçonaria e misticismo medieval. 2.ed. São Paulo : Pensamento, 1984. 126p.
______ O conde de Saint Germain.

CORTEZ, Joaquim Roberto Pinto. Fundamentos de maçonaria. São Paulo: Madras,

COSTA, A. C. Silva. Primeiras instruções para o Aprendiz-Maçom. Juiz de Fora: Graf-Set, 1987. 59 p.

COSTA, Frederico Guilherme. O grau de Aprendiz por um Aprendiz. 2.ed. Rio de Ja neiro: Aurora, 1989. 91 p.
______ O grau de Companheiro por um Companheiro 2.ed. Rio de Janeiro: Aurora, 1989. 111 p.
______ O grau de mestre por um mestre. Rio de Janeiro: Aurora, 1989, 129 p.
______ Questões controvertidas da Arte Real. Londrina: A Trolha, 1990. (Biblioteca do Maçom, 27)
______ Reflexões de um estudante Rosa-Cruz. Rio de Janeiro: Aurora, 1990. 102 p.
______ Maçonaria - Um estudo de sua História. Londrina: A Trolha, 1991. 183 p (Biblioteca do Maçom,12)
______ A maçonaria concreta. Londrina: A Trolha, 1992. 168 p (Biblioteca do Maçom,14)

COSTA, Frederico Guilherme. Breves ensaios sobre a história da maçonaria brasileira. Londrina: A Trolha, 1993. 160 p. ( Biblioteca do Maçom, 22 ).

______ Questões controvertida da Arte Real. II. Londrina: A Trolha, 1993. 154 p (Biblioteca do Maçom, 28).
______ Maçonaria na universidade. Londrina: A Trolha, 1994. 160 p (Biblioteca do Maçom, 33)
______ Maçonaria dissecada. Londrina: A Trolha, 1995. 172 p. ( Biblioteca do Maçom, 38).
______ Princípios institucionais da maçonaria contemporânea. São Paulo: Gazeta Maçônica, [19—], p.
______ Maçonaria na Universidade 2. Londrina: A Trolha, 1996. 121p. (Biblioteca do Maçom, 53).
______ Questões controvertidas da Arte Real. Londrina: A Trolha, 1997. v.3. p.174. (Bibli. do Maçom, 56).
______ O que é Maçonaria. Londrina: A Trolha, 1997. 94 p. (Caderno de Bolso ,7 )
______ Questões controvertidas da Arte Real. IV Londrina: A Trolha, 1998 183 p. (Biblioteca do Maçom).
______ A maçonaria e a emancipação dos escravos. Londrina: A Trolha, 1999 151 p.
______ Questões controvertidas da Arte Real. V. Londrina: A Trolha, 2.000 190 p. (Biblioteca do Maçom).
______ A Trolha na universidade. Londrina: A Trolha, 2001 190 p.

COSTA, Frederico Guilherme, CASTELLANI, José. O Rito Moderno. Londrina: A Trolha, 1990 209 p (Biblioteca do Maçom, 10)

COSTA, Massilson Pinheiro da. Réplicas de um maçom. Mossoró: Companhia Editora do Rio Grande do Norte, 1980.

CUNHA, Wilton. Ordem de Molay. Rio de Janeiro: Mandarino, 1988. 177 p.

CRUZ, Almir Sant’Anna. Simbologia maçônica dos painéis. Londrina: A Trolha, 1997. 253p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário