Pesquise neste Blog

terça-feira, 30 de novembro de 2010

A epopéia da Ilha da Madeira Rev. Manuel Porto Filho Dr. Kalley protestantismo brasil europa Teologia Fé Pregação Pregador




A epopéia da Ilha da Madeira

Rev. Manuel Porto Filho

ano: 1987

descrição: brochura em bom estado, livro escasso,com 169 páginas, com ilustrações, esgotado, não perca.


Livro clássico sobre o protestantismo na pessoa de um dos nomes mais importantes para a divulgação da fé evangélica no brasil: Dr. Kalley.

A Escola Dominical de Petrópolis crescia. O Doutor, sentindo as possibilidades da extensão do trabalho, começou a escrever cartas a seus amigos e antigos companheiros de Illinois, convidando-os a virem auxiliá-lo no Brasil.

O primeiro a atender a esse apelo foi o Sr. William Pitt, inglês, natural do condado de Devonshire, que havia sido aluno de D. Sarah quando esta, ainda solteira, lecionava em Torquay. Mudando-se para os Estados Unidos, ali trabalhava como carpinteiro. Chegou ao Rio em dezembro de 1855 e, poucos dias depois, a Petrópolis, onde, com grande emoção, se encontrou com sua antiga mestra. Restabelecendo-se das febres ali contraídas, voltou ao Rio, conseguindo emprego na carpintaria do Arsenal da Marinha.

Em 6 de agosto do ano seguinte chegaram três famílias madeirenses: Francisco da Gama, com sua mulher, Francisca, e três filhos; Francisco de Souza Jardim, com Albina, sua esposa e três filhos; e Manoel Fernandes, com sua esposa, Francisca, e uma prima, Maria Fernandes. Haviam saído de Springfield em 27 de maio para Baltimores, onde se demoraram uma semana e, depois de dois meses de estafante viagem, passando por Southampton, na Inglaterra, chegaram ao Rio a bordo de um navio cargueiro, do qual foram os únicos a desembarcar. Pitt já os esperava no cais. Auxiliado por ele, Francisco da Gama conseguiu encontrar uma casa na rua Boa Vista, hoje Conselheiro Zacarias, no morro de Saúde, que foi alugada para ali ficarem residindo as três famílias. Pitt residia numa rua paralela, a rua do Propósito....






O médico escocês Robert Reid Kalley é um notável pioneiro, tendo sido o primeiro missionário protestante a atuar com êxito em várias regiões de língua portuguesa dos dois lados do Atlântico, apesar dos formidáveis obstáculos que teve de enfrentar. Personagem controvertido e polêmico, caracterizado por um espírito empreendedor e independente, Kalley exerceu uma influência profunda e duradoura sobre o protestantismo luso-brasileiro, em diferentes aspectos.


Apesar de Kalley ter se tornado uma figura quase lendária na história do protestantismo brasileiro, alguns aspectos da sua vida, obra e peculiaridades são ainda pouco conhecidos. Daí a oportunidade e relevância de reconsiderar esse pioneiro, visto ter transcorrido recentemente o sesquicentenário da sua chegada ao Brasil.



Nesses últimos tempos, a Igreja Brasileira está começando a experimentar um momento novo na sua história. Centenas de milhares de pessoas estão reconhecendo a própria necessidade de Deus.

Elas estão em busca de segurança para as suas almas e de respostas para as suas dúvidas. Na verdade, ainda que não percebam, essas pessoas, estão ansiando pela tão preciosa salvação que Jesus, de uma vez para sempre, conquistou na cruz do Calvário.


Temos um vasto acervo sobre a bibliografia temática dessa área, saiba mais ...


CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br


Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário