Pesquise neste Blog

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

GENTE DA TERRA Antonio Celestino

GENTE DA TERRA.

Antonio Celestino

1972.

Livro em bom estado de conservação, encadernado em brochura, ilustrado.
codA29bx3


com textos sobre Calasans Neto, Raimundo de Oliveira, Genaro, Floriano Araujo Teixeira,


Antônio Celestino, um livro excelente sobre os artistas Baianos, "Gente da Terra"; Gente da Terra - Antonio Celestino.

Edição ilustrada por vários artistas Livraria Martins Editora

Para se perceber a importância intelectual desse homem veja-se o que fez o circulo inteclectual da Bahia em seu proveito.

REQUERIMENTO DIRIGIDO À EGRÉGIA CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DO SALVADOR A
PROPÓSITO DE ANTÔNIO CELESTINO.

Senhor Presidente, Senhores Vereadores:

Escritores, artistas, jornalistas, intelectuais da Cidade do Salvador, das mais diversas tendências políticas, estéticas, religiosas, reunimo-nos cordialmente neste documento para solicitar aos Senhores Vereadores, responsáveis como nós, pela vida e pela cultura da cidade,
seja concedido quanto antes com entusiasmo e alegria, em solenidade festiva — o título de cidadão baiano ao Sr. Antônio Simões Celestino.

Somos, Senhores Vereadores, daqueles que almejam ver o título de cidadão baiano distribuído de maneira a mais econômica, evitando-se um esbanjamento cujo resultado fatal seria baratear e diminuir um galardão para nós o mais honroso e grato.

Deve a Egrégia Câmara fazer-se realmente difícil na concessão de tão alta honraria, reservando-a aos mais dignos e merecedores. Antônio Celestino é um desses raros realmente dignos e merecedores. Pela contribuição trazida ao engrandecimento de nossa cidade, à preservação de seu espírito, de seu caráter, de sua fisionomia, de sua mágica poesia.

Em realidade, no conceito dos homens de cultura e do povo, já é ele cidadão baiano e o título será apenas uma ratificação. Tanto contribuiu para a cidade, tanto a ela se entregou com amor e devotamento, tão baiano se fez nesses 30 anos de residência e trabalho em Salvador. Nascido em Portugal, vindo adolescente para o Brasil, na Bahia Antônio Celestino realizou-se por completo, dando à cidade o melhor de sua energia e de sua capacidade.

Seja em suas funções quotidianas na direção de estabelecimentos bancários, que soube despir de todo mercantilismo e transformar em fator de desenvolvimento do Estado; seja exercendo uma ampla e variada atividade social, na direção de instituições diversas, do Museu de Arte Moderna da Bahia ao Hospital Português, do Instituto Brasileiro de Oftalmologia ao Gabinete Português de Leitura, do Clube Português ao Instituto de Cegos da Bahia.

Tem sido, porém, sobretudo como homem de cultura — crítico de arte de renome nacional, incentivador de artistas, dirigente de Museus, responsável em grande parte pela criação do mercado baiano de arte, colecionador importante — que sua atuação ganhou destaque definitivo,
fazendo de Antônio Celestino presença das mais significativas no desenvolvimento atual da vida artística da cidade do Salvador e do Estado da Bahia.

No exercício da crítica de arte, reuniu em "Gente da Terra", livro de ampla repercussão em todo o país, uma série de ensaios sobre os artistas baianos, redigidos com conhecimento e amor.
Livro que traça completo panorama de nossa arte contemporânea, "Gente da Terra" é mais um serviço que esse baiano exemplar, nascido em Póvoa do Lanhoso, presta à terra de adoção da qual se fez filho ilustre.

Casado com baiana de família tradicional, ligado por laços de profunda amizade aos mais diferentes setores da gente baiana, Antônio Celestino tornou-se de tal maneira um dos nossos, a ponto da grande maioria pensá-lo de há muito na posse do título que hoje para ele reclamamos; por tê-lo merecido e, em verdade, exercido como baiano antigo e intransigente, dos mais dignos, dos melhores. É necessário, Senhores Vereadores, formalizar uma realidade clara e indiscutida, qual seja a da cidadania baiana de Antônio Celestino, entregando-lhe o título que ele já obteve
por decisão unânime da população. E para que o alto e honroso ato da Egrégia Câmara de Vereadores seja igualmente homenagem de admiração e amizade dos homens de cultura da cidade do Salvador a Antônio Celestino, cidadão decente, generoso e bom, nosso companheiro fraternal, assinamos este documento e o trazemos à vossa consideração.





Temos um vasto acervo sobre a bibliografia temática dessa área, saiba mais ...


CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br


Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário