Pesquise neste Blog

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Aristoteles Política UNB 1988 Tradução Adriano Gama Kury

Aristoteles

Política

UNB

1988

ARISTÓTELES. Política. Tradução do grego, introdução e notas de Mário da Gama KURY. 2ª ed. Brasília: UNB, 1988. 318p.

Filosofia. Escrita provavelmente entre 332 e 322, A Política, publicada agora em esmerada edição e tradução erudita, descreve a evolução da filosofia política de Aristoteles.

Tradução de Adriano Gama Kury. páginas: 318 Acabamento: Brochura original. Formato: Médio



Política (em grego Πολιτικα, em latim Politica), é um texto do filósofo grego Aristóteles de Estagira.
É composto por oito livros
(I: 1252a - 1260b, II: 1261a - 1274b, III: 1275a - 1288b, IV: 1289a - 1301b, V: 1301b - 1316b, VI: 1317a - 1323a, VII: 1323b - 1337a, VIII: 1337b - 1342b) e não existem dúvidas acerca da autenticidade da obra.

Acredita-se que as reflexões aristotélicas sobre a política originam-se da época em que ele era preceptor de Alexandre.
Ao mesmo tempo, Aristóteles compôs para Alexandre duas obras de caráter político que se perderam: Os colonos e Sobre a monarquia.

Na filosofia aristotélica a política é a ciência que tem por objeto a felicidade humana e divide-se em ética (que se preocupa com a felicidade individual do homem na pólis) e na política propriamente dita (que se preocupa com a felicidade coletiva da pólis). O objetivo de Aristóteles com sua Política é justamente investigar as formas de governo e as instituições capazes de assegurar uma vida feliz ao cidadão. Por isso mesmo, a política situa-se no âmbito das ciências práticas, ou seja, as ciências que buscam o conhecimento como meio para ação.

Segundo o filósofo:

"Vemos que toda cidade é uma espécie de comunidade, e toda comunidade se forma com vistas a algum bem, pois todas as ações de todos os homens são praticadas com vistas ao que lhes parece um bem; se todas as comunidades visam a algum bem, é evidente que a mais importante de todas elas e que inclui todas as outras tem mais que todas este objetivo e visa ao mais importante de todos os bens; ela se chama cidade e é a comunidade política"
(Pol., 1252a).


Os livros I, II, e III são introdutórios e versam sobre temas como teoria do Estado e classificação das várias espécies de constituição; os livros IV, V e VI tratam da prática política, da natureza das várias constituições e dos princípios que as regulam; os livros VII e VIII especulam sobre a política ideal, analisando a estrutura da melhor cidade.


Trata-se de um grande clássico de caráter universal primordial para a educação. Possui texto de fácil entendimento que estimula o leitor a pensar e refletir sobre o tema proposto.

Temos disponibilidade de outros volumes sobre o mesmo assunto.

philolibrorum@yahoo.com.br

Temos condição de conseguir muitos outros títulos sobre o assunto.
Diga-nos quais você precisa e lhe daremos a resposta.

Temos um vasto acervo sobre essa bibliografia temática.

Um comentário: