Pesquise neste Blog

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Henri Pirenne Historia econômica e social da idade média Mestre Jou 1978





Henri Pirenne

Historia econômica e social da idade média

Mestre Jou

1978

Livro usado, em bom estado de conservação, capa brochura original, com alguns grifos e anotações feitos pelo antigo e erudito dono, nada que atrapalhe a boa leitura deste clássico, pelo contrário o antigo possuidor traz anotações frutos de suas vastas reflexões, bom proveito.

Edição revista e atualizada com um anexo bibliográfico e crítico por H Van Werveke, prof. Univ Gand.

Tradução Lycurgo Gomes da Motta.

Europa condições economicas, sociais , história, etc..
Os Fenômenos e seus efeitos na estrutura da economia e da sociedade constituem o tema deste livro de Henri Pirennne, que, de maneira sistemática, traça a Historia Econômica E Social Da Idade Media - que hoje nos orgulhamos de apresentar em português desde os fins do Império Romano até o século XV.


Pirenne contesta a idéia comum de que a Idade Média se iniciou com a queda do Império Romano, uma vez que observa que os bárbaros que o venceram não o destruíram, e pelo contrário, romanizaram-se e utilizaram-no económica e culturalmente em benefício próprio. Por essa razão conservaram o mar Mediterrâneo como o "Mare nostrum" dos romanos, dando continuidade ao comércio e aos intercâmbios do mesmo modo que o havia feito o império. Desse modo, os povos continuaram trazendo do continente as suas mercadorias e transportando-as pelo Mediterrâneo, conservando o eixo comercial em Roma, até que os muçulmanos invadiram parte da Europa no século VIII.

A data da invasão muçulmana da península Ibérica (711) é a que propõe para o verdadeiro início da Idade Média. Estes invasores, que possuíam uma civilização mais desenvolvida que a européia, adotaram a estratégia de fechar o Mediterrâneo à navegação européia, convertendo a Europa marítima em uma Europa continental, reduzindo enormemente a sua riqueza e favorecendo a aparição dos feudos pelo continente, o que conduziu à confrontação entre muçulmanos e cristãos, que degenerou em um tipo de luta em que cada parte reforçou e defendeu a sua identidade religiosa à falta de outra forma de coesão nacionalista.

As fases de predomínio de uma ou outra parte durante a Idade Média podem-se resumir em um primeiro momento de predomínio muçulmano, seguida pela reação cristão conhecida como as Cruzadas, e por último, uma contra-ofensiva muçulmana, efetuada agora pelo Império Otomano, nas costas Orientais do Mediterrâneo, até que a Europa as recuperou na Primeira Guerra Mundial.



---------------------------



Henri Pirenne (Verviers, 23 de Dezembro de 1862 - Uccle, 25 de Outubro de 1935) foi um proeminente historiador belga.

A sua influência foi decisiva na historiografia contemporânea, assentando a sua reputação em três grandes contribuições para a história da Europa. Em primeiro lugar, a que ficou conhecida como "Tese de Pirenne", concernente às origens da Idade Média; em segundo, por uma visão distinta acerca da história medieval da Bélgica; e, em terceiro lugar, por seu modelo acerca do desenvolvimento da cidade medieval.

Destacou-se ainda na defesa da resistência não-violenta aos alemães que ocuparam a Bélgica durante a Primeira Guerra Mundial, tendo chegado a ser detido por essa razão, à época.

Nenhum comentário:

Postar um comentário