Pesquise neste Blog

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Charles Hodge, D.D. An Exposition of the First Epitle To The Corinthians The Banner Of Truth Trust 1959 Livro em bom estado de conservação, encad




Charles Hodge

A Commentary of 1 & 2 Corinthians

Edinburgo: The Banner of Truth Trust

1963

Livro em bom estado de conservação, encadernado com capa dura, um grande clássico da bibliografia cristã, comentários valiosos e muito úties para a interpretação exegética das escrituras paulinas, escasso, saiba mais...


Vol. 1 - 314 pg.
Vol. 2 - 373 pg.


this great classic bible commentary.
the first epistle to the corinthians written by the amazing charles hodge and pubished in a beautiful burgandy by he banner of truth trust.

as you know, this is one of the cornerstones to any library of great bible commenaries.

a must have book for anyone making a study in corinthians. wow, and double wow. bible commentary.


O grande teólogo da antiga Princeton Charles Hodge defende que a participação indigna significa participar com espírito negligente e irreverente. Ele diz que

“se a Ceia do Senhor é em sua própria natureza uma proclamação da morte de Cristo, conseqüentemente que os que participam dela como se fosse uma comida ordinária, ou de maneira irreverente, ou com qualquer outro propósito que o moveu a realizá-la, são culpados do corpo e do sangue do Senhor.”

Em seguida define dizendo que

“comer ou beber indignamente é, em geral, vir a mesa do Senhor com espírito negligente e irreverente; sem intenção nem desejo de comemorar a morte de Cristo como sacrifício por nossos pecados, e sem o propósito de cumprir as obrigações que com ela contraímos.”


“Porque, ao comerdes, cada um toma, antecipadamente, a sua própria ceia...”


Não havia comunhão, de acordo com Charles Hodge, em seu comentário a 1 Coríntios, exatamente porque eles não comiam juntos. “Não eram todos participantes de um só pão. Não esperavam uns aos outros. Ao contrário, cada um tomava de sua própria ceia que havia trazido, antes que os demais pudessem unir-se”.



“E foi em fraqueza, temor e grande tremor que eu estive entre vós. A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder”.

Comentando este versículo, Charles Hodge afirma que

“… a fraqueza de que Paulo fala não era fraqueza física… aqui todo o contexto demonstra que [ele] se refere a seu estado de ânimo. Não foi consciente de fortaleza, confiado em si mesmo e seguro de si, que compareceu entre eles, senão como oprimido pelo sentido de sua própria debilidade e insuficiência. Tinha uma obra a fazer e se dava conta de que [esta] estava muito além de suas forças”.



Temos um vasto acervo sobre a bibliografia temática dessa área, saiba mais ...


CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br


Esta Página visa contribuir, com a localização de livros escassos, aos estudiosos das diversas ciências e áreas de estudo ou mesmo hobbies. Sobretudo as publicações já fora de comércio, antigas, esgotadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário