Pesquise neste Blog

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

O Acalanto eo Horror psicologia ninar criança castração completude narcísica etc




O Acalanto e o Horror

Ana Lúcia Cavani Jorge

Escuta

1988


Livro em bom estado de conservação, brochura com capa original.


Adormecer... fazer adormecer...

Por que fazer adormecer se o sono é um processo natural?

Por que não adormecer simplesmente, não aceitar o sono mas repudiá-lo, precedê-lo de infinitos rituais postergadores, como ocorre às crianças?

Por que a angústia no adormecimento mesmo em bebês?

Essa angústia, que parece jamais se extinguir completamente na maioria dos seres, é acalmada, enquanto somos crianças, por uma série de rituais de adormecimento: o embalo, o afago e o acalanto. Acalmada!... por cantigas de conteúdo terrorífico?

Pergunta-se perplexa a autora deste brilhante ensaio. Acalmada por cucas, tutus e papões, estes seres de forma fixa ou hábitos de vida que não os de atemorizar, surpreender, assustar e perseguir, criando um clima de impalpável sinistro?

Ana Lúcia Cavani Jorge nos mostra como no momento de ninar uma criança, horror e ternura se combinam produzindo um curioso reflexo das funções maternas: de um lado, o embalo, o aconchego, a completude narcísica, e, do outro, o horror, a castração e o reconhecimento da lei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário